Europa, Inglaterra, Londres, Reino Unido

Kingston

Eu tive a idea de criar uma serie pra o meu canal do YouTube, seguido também de um post aqui no blog. Nessa serie, eu vou falar um pouco mais sobre cada bairro de Londres, vou contar curiosidades e mostrar os principais pontos de interesses de cada bairro. A minha intenção é mostrar uma Londres que vai além daqueles clássicos que todo mundo já conhece e já está cansado de saber. No post de hoje eu apresento à vocês o charmoso bairro de Kingston upon Thames, mais conhecido como Kingston.

Kingston, Out of Order, cabines telefônicas caídas em Londres
Cabines telefônicas no bairro de Kingston, em Londres.

Londres tem 32 bairros + a City of London que também faz parte da divisão da Greater London mas não é um bairro. Desses bairros, 12 ficam na região central conhecida com Inner London. Os outros 20 ficam mais afastados, em uma região chamada de Outer London. Kingston é um desses bairros mais afastados. Ele se localiza no sudoeste de Londres, há aproximadamente 16km da capital.

Esse bairro fazia parte do condado de Surrey, mas desde de 1965 virou um bairro de Londres. No início do período medieval Kingston prosperou como uma cidade agrícola, depois virou uma importante cidade comercial, portuária e industrial. Haviam aqui fábricas de cerveja, de curtimento, de pesca de salmão e exportação de madeira. Mas foi com a chegada da ferrovia, na década de 1860, que Kingston se expandiu rapidamente.

No final do século 19, Kingston se tornou o centro administrativo do governo local e desde o século 20 vem se desenvolvendo cada vez mais como um importante centro comercial e de compras. Devido à todos esses períodos por qual Kingston passou, é que podemos notar a diversidade de edifícios e de estruturas pelo bairro. Mesmo sendo um importante centro comercial, Kingston continua sendo um bairro mais tranquilo, charmoso e um dos mais pitorescos de Londres.

Esse bairro, por ser mais afastado do centro de Londres é um bairro mais tranquilo do que os bairros centrais. É também um pouco menos agitado. Eu nunca morei aqui, então é difícil afirmar, mas eu imagino que morar aqui deve ser muito gostoso.

Pontos De Interesse Em Kingston

Eu reservei um dia inteiro pra explorar os principais pontos de interesse do bairro de Kingston. Cheguei por volta das 11 da manhã e fui embora as 6:30 da noite. Foi um passeio super tranquilo, consegui fazer tudo a pé e sem correria. Daria pra ter ficado mais tempo, assim como daria pra ter conhecido outros lugares.

Mas no geral eu acredito que consegui encaixar bastante coisa nesse roteiro. Outra coisa, você não precisa fazer os mesmo pontos que eu fiz, simplesmente escolha aqueles que te agradam mais, baixa no seu cel um mapinha que funcione offline, coloque os pins no mapa e faça seu próprio roteiro.

Saiba mais sobre a história, a cultura, os melhores locais para compras e muito mais em Kingston. Confira abaixo uma sugestão de roteiro, tendo como ponto inicial a estação de trem de Kingston.

The Rotunda Centre

Logo ao sair da estação de trem, um dos primeiros edifícios que você vai notar logo à sua frente é o The Rotunda Centre. Antigamente esse prédio era utilizado como um depósito para os móveis da loja de departamento The Bentalls, que fica dentro do shopping center The Bentall Centre, cerca de 5 minutos andando daqui.

Depois de algumas renovações, hoje o centro possui pistas de boliche, cinema, academia e alguns restaurantes como Five Guys, Frankie & Bennie’s e Pizza Express pra citar alguns deles.

The Rotunda Centre, restaurantes em Kingston
The Rotunda Centre no bairro de Kingston, em Londres.

Out Of Order By David Mach

Essa instalação se chama Out of Order, que traduzindo para o português significa Fora de Serviço. Ela está em exibição desde 1989. Essa obra, do artista David Mach, se encontra na Old London Road. São um total de 12 famosas cabines telefônicas vermelhas, que estão desativadas, e foram posicionadas umas em cima das outras em efeito dominó.

Esse é um dos principais pontos turísticos do bairro de Kingston em Londres. Na verdade tem muitos londrinos que não sabem da existência dessas cabines telefônicas. Eu não sei se porque é pouco divulgado, ou se o fato mesmo de pouca gente vir até aqui é a distância com o centro de Londres. Mas com certeza aqui é um ótimo lugar pra tirar fotos das famosas cabines telefônicas sem aqueles milhões de turistas em volta.

Cabines vermelhas caídas em Londres, lugar para fotos em Londres
Out of Order, no bairro de Kingston em Londres.

Kingston Museum

O Museu de Kingston foi construído em 1904 e hoje abriga 3 exposições permanentes. Uma delas detalha o passado do bairro desde a pré-história até os tempos anglo-saxões. Outra exposição mostra o desenvolvimento do bairro como um centro comercial, desde o período medieval até a década de 1940. O museu abre de terça à sábado e a entrada é gratuita.

Kingston museum, London
Museu do bairro de Kingston, em Londres.

Kinston Library

Existem outras bibliotecas no bairro mas na minha opinião a biblioteca que se encontra logo atrás do museu de Kingston é a mais bonita delas. Na verdade não sei como é por dentro, porque a biblioteca é fechada às quartas e domingos. Mas vendo ela assim de fora já achei muito charmosa, então imagino que por dentro também deve ser bonita. O acervo da biblioteca conta com livros, coleções de CDs e DVDs, livros infantis e até wi-fi de graça.

Kingston Library, London
Biblioteca do bairro de Kingston, em Londres.

Kingston Crown Court

Quando eu estava fazendo uma pesquisa online no site do council de Kingston, eu vi a foto do prédio da corte de Kingston e achei a arquitetura do prédio bem imponente. Então resolvi colocar no roteiro só pra conferir mesmo do lado de fora. Até por que, era domingo e a corte estava fechada. Se bem que eu acho que nem se tivesse aberta durante a semana eu ia poder entrar. Mas enfim, essa corte lida com casos criminais. Ela fica bem pertinho do centro, então se você é curioso(a) como eu, vale a pena dar uma conferida.

Kingston Crown Court, London
Kingston Crown Court, em Londres.

Kingston County Court

Essa é uma corte menor que fica no bairro, porém aqui são julgados outros tipos de casos, como exemplo, casos de falência, divórcio, violência  doméstica, financeiros, posse de moradia, entre outros. No domingo quando estava visitando o bairro, passei em frente à essa corte e notei essa porta de metal fechando a entrada. Achei bem curioso, até pensei que pudesse estar interditada. Porém eu confirmei os detalhes no site, e esse prédio continua sim em funcionamento.

Kingston County Court, London
Kingston County Court, em Londres.

Eden Shopping Walk

Mudando um pouco o foco do passeio, vamos agora falar de compras. Se você gosta de fazer compras e dar uma fuçada nas novidades das lojas, um dos lugares pra visitar é o Eden Shopping Walk. Esse é um centro comercial à céu aberto com lojas, restaurantes e cafés, incluindo Marks and Spencer, Boots, Nero e a The Works, uma das minha papelarias favoritas do Reino Unido.

Clarence Street

Outro lugar pra quem gosta de fazer compras é a Clarence Street. Essa é a principal rua de comércio do bairro. Ela é uma rua só para pedrestes que fica bem no centro de Kingston, pertinho da estação de trem. Aqui você encontra varias lojas de roupas, sapatos, perfumaria, livros e por aí vai. É aqui também que fica o shopping center The Bentall Centre.

Clarence Street, shopping area, commercial area
Clarence Street em Kingston.

The Bentall Centre

Ainda no quesito compras, outro lugar bem legal pra conhecer é o The Bentall, um shopping center enorme no centro de Kingston. Eu confesso que não esperava muito desse lugar mas fiquei impressionada quando conheci. Primeiro com o tamanho do shopping, acho que são 3 ou 4 andares de lojas, restaurantes e tudo mais.

Outra coisa que me impressionou bastante foi teto todo de vidro, que coisa mais linda, lá dentro é tudo tão bem iluminado. Não  é daqueles lugares escuros e claustrofóbicos. Dentro do shopping tem também uma loja de departamento chamada The Bentalls. A fachada da loja do lado de fora é bem imponente, na minha opinião esse é um dos prédios mais bonitos de Kingston.

Memorial De Guerra

Essa estátua se encontra na Church street, ao lado da loja Jo Malone, bem pertinho do shopping center. Os prédios aos redor desse memorial lembra muito uma vila zinha medieval. A estátua é de um homem pisando em uma serpente, sua mão esquerda segura uma tocha e a direita segura uma espada, ao redor de suas perna há duas crianças tentando se proteger.

All Saints Church

Continuando o passeio por Kingston, e saindo um pouco da area das compras, fui visitar a linda igreja All Saints Church. Ela fica bem em frente à loja de departamentos então é bem facinho de chegar lá. A igreja se encontra rodeada por um lindo jardim cheio de árvores e esquilos. Na parte lateral da igreja tem também alguns túmulos, isso é bem comum nas igrejas daqui.

Essa igreja foi construída no século 12, e desde então sofreu várias alterações e passou por algumas reformas. Em uma dessas reformas, lindos vitrais representando algumas passagens da bíblia, foram adicionados à estrutura da igreja. Outra coisa que chama bastante atenção é o órgão que se encontra no meio da igreja ao lado do altar. De acordo com o site de Kingston, geralmente aos sábados tem apresentações de música ou de coral acontecendo no interior da igreja.

Kingston Market House

Esse é o antigo prédio da prefeitura, por isso também é conhecido como Old Town Hall. Ele foi construído entre os anos de 1838 à 1840 e fica localizado na Market Square, bem em frente à feirinha de Kingston. O mais interessante é ver que esse lindo edifício se encontra em um ótimo estado de conservação.

Na verdade o Market House recebeu alguns reparos durante o reinado da rainha Elizabeth I, mas posteriormente foi restaurado durante o reinado da rainha Anne. Para comemorar essa restauração, a estátua da rainha Anne, feita pelo artista Francis Bird, se encontra hoje em frente ao Market House.

Kingston Historic Market

Essa feirinha acontece todos os dias em frente ao antigo prédio da prefeitura. As barracas aqui vendem frutas e vegetais frescos, flores, peixes, ovos, pães e outros produtos locais. Mas comparada com outras feirinhas locais que tem por Londres, essa de Kingston é bem pequena, deve ter no máximo umas 20 barracas. A praça aonde fica a feira se chama Market Square, esse local possui uma estruturação das ruas como eram na época medieval e foi mantido até os dias de hoje.

Kingston Guildhall

Uma das construções mais majestosas e que mais me impressionou no bairro todo foi o Guildhall. Esse prédio foi construído em 1935 e é onde fica prefeitura do bairro de Kingston. O que mais chama atenção é seu formato em semi-círculo com uma torre ao centro aonde fica a entrada principal do edifício. Ao lado da construção fica a Coronation Stone.

Kingston Guildhall
Guildhall, em Kingston.

The Coronation Stone

Eu achei essa parte da história de Kingston bem legal e quis compartilhar com vocês. No jardim do Guildhall há um bloco de pedra em exposição. Essa pedra se chama The Coronation Stone, acredita-se que no século 10, os reis saxões eram coroados aqui em Kingston. Posteriormente, acreditava-se que essas cerimônias eram feitas na capela St Mary’s Chapel. E a pedra em exposição seria a pedra onde os reis se sentavam para serem coroados.

Dentro dessa capela haviam varias pinturas e as legendas das pinturas explicavam os detalhes desses acontecimentos. Infelizmente, essa capela desmoronou em 1730. Porém, a pedra da coroação teria sigo resgatada dos escombros e sido exposta ao público para lembrar à todos a importância desse local. Algumas pessoas costumam dizer que “Foi aqui que Inglaterra começou.”

The Coronation Stone, Kingston
A Pedra da Coroação no bairro de Kingston, em Londres.

Clattern Bridge

A Clattern Bridge, sobre o rio Hogsmill, é considerada uma das pontes mais antigas da Inglaterra. Existem registros mencionando essa ponte pelo menos desde o ano 1293, apesar de outras fontes citarem que a ponte foi construída no ano de 1175. Acredita-se que seu nome medieval “Clateryngbrugge”, foi dado para descrever o barulho dos cavalos ao passarem sobre a ponte.

Essa ponte já foi usada pra reprimir e humilhar pessoas que perturbassem o sossego e a paz pública. As pessoas eram amarradas em cadeiras e depois eram submergidas dentro do rio na frente de um grande público. Essa tradição aconteceu até o ano de 1745.

Charter Quay

Continuando o passeio pelo bairro de Kingston, após entrar pelo portãozinho e descer as escadas da Clattern Bridge, eu segui reto em frente rumo às margens do rio Tâmisa. Nesse caminho, a gente atravessa um cais predominantemente residencial chamado Charter Quay. Essa região é bem graciosa, com lindos prédios por todos os lados e também alguns restaurantes com mesinhas ao ar livre, como Carluccio’s, Byron Burguer, entre outros.

Kingston Bridge

Kingston se desenvolveu rapidamente ao longo dos séculos pois, além da London Bridge, essa era um das únicas pontes que existiam pra atravessar de uma margem à outra do rio Tâmisa. Então desde a época anglo-saxônica já havia registros de uma ponte aqui, lógico que antigamente era de madeira, pois nós estamos falando do século 10! A ponte inicial foi sucedida por tantas outras, por causa de batalhas, más condições, rebeliões e obviamente já passou também por varias reformas ao longo dos séculos.

De todas as pontes que cruzam o rio Tâmisa, na minha opinião a ponte de Kingston é uma das mais bonitas por causa dos arcos da sua estrutura. Ela liga o bairro de Kingston ao parque do Palácio de Hampton, o Bushy Park e a vila de Hampton Wick. Chegando nessa parte do passeio, continue o caminho beirando o rio pra ver o tanto que essa região é linda.

Ponte de Kingston, Kingston Bridge
Ponte de Kingston, em Londres.

Riverfront

Os caminhos que tem ao longo das margens do rio Tâmisa são perfeitos pra curtir um lindo passeio, admirar a paisagem, ver os pequenos barcos subindo e descendo o rio, aproveitar os restaurantes com vista para o Tâmisa, algumas vezes dá pra ver um pessoal treinando remo, enfim, atividade aqui não falta. Essa é uma das partes mais bonitas do passeio, vale muito a pena conferir.

Canbury Gardens

O Canbury Gardens é um pequeno jardim que tem às margens do rio Tâmisa. Eu passei por dentro dele pois era caminho para o pub Boater’s Inn onde eu parei pra tomar um drink. Então na verdade esse parque nem estava no roteiro, mas foi uma supresa agradável e tanto.

Ainda mais que eu vim parar aqui logo no outono, então o parque estava todinho coberto pelas folhas amarelinhas que caíram das árvores. Já era final da tarde e finalmente o sol resolveu sair, e o brilho do sol no final da tarde batendo nas árvores fez esse lugar ficar ainda mais lindo, se é que isso é possível. Diretamente oposto ao parque, do outro lado do rio Tâmisa ficam varias mansões, de inúmeros andares, cômodos, carros na garagem, e pasmem, algumas dessas mansões tem até barcos estacionados nos decks. Gente, quanto luxo! Achei que esse tipo de coisa a gente só via no EUA.

Hora De Relaxar E Curtir Um Pub Local

Lógico que eu não ia deixar de fora a dica de um pub bem bonitinho, aconchegante e bem na vibes do bairro. O pub Boater’s Inn é um lugar perfeito pra terminar o passeio com chave de ouro. Ele fica dentro do parque Canbury Gardens, às margens do rio Tâmisa. Tem até um estacionamento para barcos.

Aqui você vai poder finalmente parar pra relaxar, comer alguma coisa, ou então fazer como eu fiz em um dia frio de outono, pedir um mulled wine (vinho quente) pra poder dar uma esquentadinha nos ossos depois dessa caminhada de um dia inteiro pelo bairro.

Boater’s Inn, pubs em Londres
The Boater’s Inn, um pub local bem aconchegante.

Como Chegar Em Kingston

No dia que fui pra Kingston, eu fui de carro e deixei o carro no estacionamento Seven Kings Car Park. Eu achei o preço bem em conta, pois ficamos em torno de 7 horas e pagamos somente 7 libras.

Mas a maneira mais fácil e mais rápida de se chegar até Kingston é pegando um trem da estação de Waterloo, que fica bem no centro de Londres, pertinho da London Eye. Você pode tanto comprar seu ticket com antecedência pela internet, como comprar lá na hora na estação.

Porém, tem que prestar atenção em algumas coisas: 1- a duração da viagem, algumas viagens são mais rápidas pois param em menos estações ao longo do caminho; 2- se o trem é direto ou se tem que trocar de trem em alguma estação; 3- obviamente, presta atenção no preço, pois geralmente tem diferença dependendo do horário e do dia da semana.

A estação de trem de Kingston fica super bem localizada, bem no centrinho comercial do bairro. Próxima das principais atrações turísticas, como as cabines telefônicas, a Clarence Street, que é uma rua comercial e alguns minutos andando da esplanada às margens do rio Tâmisa.

Kingston train station
Estação de trem de Kingston.

Veja todos os posts da Inglaterra no Mais um Destino.

Vai passar mais do que um dia em Londres? Reserve seu hotel no booking.com usando o link do blog. Além de oferecer segurança e acomodações incríveis, você ainda me ajuda a manter o Mais um Destino no ar sem pagar nada por isso! Muito obrigada. 🙂

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *