Europa, Irlanda

Cliffs of Moher, as famosas falésias da Irlanda

Considerada a principal atração turística da Irlanda, as falésias Cliffs of Moher, são também uma das mais belas paisagens naturais do mundo. Muito antes de viajar pra Irlanda eu já sabia da existência desse lugar. Então quando eu planejei o roteiro da viagem eu jamais ia deixar de incluir esse destino maravilhoso.

Tour para os Cliffs of Moher, na Irlanda
Cliffs of Moher, na Irlanda.

Os Cliffs of Moher são enormes falésias, ou seja, paredões íngremes que nesse caso chegam medir até 214 metros de altura e se estendem por mais 10km na costa oeste da Irlanda, perto da vila de Liscannor, no condado de Clare.

Essa paisagem de tirar o fôlego é sem dúvidas um dos passeios mais imperdíveis pra se fazer na Irlanda, porém fica à aproximadamente 285km de distância da capital Dublin. Então pra chegar até aqui você tem que, ou alugar um carro ou pagar um passeio.

Você vai encontrar nesse post:
Como fui de Dublin para os Cliffs of Moher
Primeira parada » Vila de pescadores Kinvara
Segunda parada » Paisagem rochosa The Burren
Terceira parada » Almoço em Doolin
Última parada » Cliffs of Moher

Como Fui De Dublin Para Os Cliffs Of Moher

Antes de viajar pra Irlanda, eu pesquisei bastante todas as empresas que ofereciam um passeio turístico de Dublin até os Cliffs of Moher. Eu fui eliminado as opções que tinha encontrado e acabei tomando minha decisão baseada em duas coisas: nos preços e nas avaliações da tour.

Sendo assim, a empresa que se encaixou no que eu estava procurando foi a Paddywagon. Uma empresa irlandesa de passeios e turismo, que tem mais de 20 anos no mercado e nesse tempo já recebeu alguns prêmios de qualidade. Eles oferecem vários pacotes de viagens pela Irlanda e Irlanda do Norte, tanto em grupos como também passeios privados.

Nesse caso, o passeio que eu escolhi fazer foi o de 1 dia saindo de Dublin até os Cliffs of Moher. Lógico que eu escolhi fazer o passeio em grupo pois estava mais barato, sem contar que eu adoro viajar de ônibus e conhecer gente. A programação completa desse passeio você encontra no site da empresa. Ou se preferir, é só continuar lendo esse post.

Paddywagon, empresa de passeios e turismo na Irlanda.
Ônibus bem discreto da empresa Paddywagon.

Primeira Parada » Vila De Pescadores Kinvara

O dia começou bem cedo, logo pela manhã fomos caminhando do hostel até o ponto de encontro para esperar o ônibus da tour. Impossível não ver esse ônibus já de longe porque ele é super verde igual uma azeitona gigante. Assim que todo mundo entrou no ônibus o guia da tour se apresentou, explicou um pouco do roteiro do dia e ao longo do caminho fez algumas piadas e contou um pouco mais da história da Irlanda e dos lugares por onde íamos passando. Achei ele super simpático.

Após aproximadamente 2 horas e meia de estrada fizemos nossa primeira parada em Kinvara, uma pequena vila de pescadores no condado de Galway. No passado a vila era famosa pelos barcos tradicionais de pesca chamados Galway Hookers, essa vila também já teve um porto bem próspero, além de exportarem grandes quantidades de milho e algas marinhas. Porém, a população da vila reduziu significativamente por causa da Grande Fome da década de 1840 e também por uma série de emigrações em massa que durou até a década de 1960.

Aqui a gente pode descer pra esticar as pernas, comprar um cafezinho da manhã, explorar as lojinhas da vila, usar o banheiro, tirar fotos e admirar o Castelo Dunguaire. O combinado era que depois de 20 minutos todo mundo tinha que voltar pro ônibus pra continuarmos a viagem.

Assim que voltamos pro ônibus tivemos uma grande surpresa. O pneu do ônibus tinha furado! E nos estávamos no meio de um grande nada, uma vila tão pequena que nem borracheiro tinha. O motorista do ônibus teve que ligar pro seguro e pedir pra eles mandarem alguém vir trocar o pneu. Nessa todo mundo teve que descer do ônibus e esperar o mecânico chegar. Demorou por volta de 1 hora pra o mecânico chegar e depois mais uns 20 minutos pra trocar o pneu.

Mas pra ser sincera, isso não abalou o ânimo de ninguém. Cada um foi se ocupar do que queria pra esperar o tempo passar. Eu fui bater perna pra conhecer cada cantinho da vila, depois parei no mercadinho pra tomar um sorvete e também aproveitei pra tirar muitas fotos.

Segunda Parada » Paisagem Rochosa The Burren

Pneu trocado, todos à bordo, hora de continuar nossa viagem. A próxima parada era tão próxima que bobear dava pra ter ido a pé enquanto a treta do pneu estava sendo resolvida. Pois em menos de 15 minutos chegamos em uma região rochosa chamada The Burren, isso já em outro condado da Irlanda, o condado de Clare.

A paisagem dessa região é formada por penhascos rochosos de onde pudemos enxergar a força das ondas do Oceano Atlântico batendo contra esses incríveis paredões. Esse local específico que a gente visitou é apenas uma pequena parte do enorme Parque Nacional de Burren, que possui aproximadamente 1500 hectares de extensão. Eu imagino que deve ser maravilhoso visitar essa região durante os meses de verão.

O guia da tour fez uma parada aqui rapidinha, coisa de 5 minutos. Só deu mesmo pra descer do ônibus, tomar muito vento na cara, tirar umas fotos mara e quase morrer do coração vendo a galera fazer escalada nesses paredões rochosos. No entanto, a beleza desse esse lugar é indescritível.

Continuamos nossa viagem pela costa, atravessando por uma trecho de uma das rotas turísticas mais famosas do mundo, a Wild Atlantic Way. O percurso completo tem 2500km de extensão, vai desde Donegal no norte do país até Kinsale no extremo sul, atravessando por 9 condados e 3 províncias. Nosso ônibus de viagem passou por um trecho desse percurso e eu fiquei simplesmente admirada com a paisagem selvagem desse canto do mundo.

Terceira Parada » Almoço Em Doolin

Depois de uma manhã muito produtiva, chegou a hora de pararmos pra almoçar antes de continuar a viagem até os Cliffs of Moher. O ônibus passou por diversas vilas no meio do caminho, mas paramos em Doolin, uma pequena vila litorânea famosa por ser uma parada estratégica tanto da galera que está indo para os cliffs como da galera que está chegando ou indo visitar as ilhas Aran.

Doolin é um exemplo de uma vila típica irlandesa, com uma escola, uma igreja e vários pubs que servem todo tipo de comida. O almoço não está incluído no passeio, então cabe a você pagar pra comer em algum lugar ou levar seu próprio lanche. O guia da nossa tour indicou um pub aonde ele e o motorista iam comer.

Eu fui uma das primeiras – como sempre – a sair do ônibus e fui almoçar nesse pub que eles indicaram. Lá dentro tinha um balcão de comida quente com umas carnes já prontas, daí você escolhe o acompanhamento que pode ser vegetais, purê de batata, batata frita, entre outros.

Por ser cedo o pub ainda estava vazio, mas assim que a galera do ônibus foi pegando sua comida, já não tinham mais mesas disponíveis. Então quem foi rápido, sentou e comeu em paz. Quem demorou, teve que esperar as mesas ficarem livres pra poder sentar e comer.

A minha escolha pro almoço foi peito de peru grelhado com purê de batata, essa comida estava tão saborosa que ficou marcada como uma das melhores que já comi em toda minha vida! Espero um dia, quem sabe, poder voltar nesse mesmo pub nessa mesma vila, pois marcou bastante.

Depois do almoço fui dar um rolê pela vila, não tinha muito o que fazer a não ser curtir a paz e a tranquilidade do lugar. Não tive tempo pra ver muita coisa pois logo deu a hora de todo mundo se encontrar no ônibus de novo pra continuar a viagem rumo à atração principal do dia.

Última Parada » Cliffs Of Moher

Durante o percurso entre a vila de Doolin até a nossa próxima parada, o guia foi nos dando mais informações com relação à principal atração do dia: as famosas falésias da Irlanda, conhecidas como Cliffs of Moher. Chegando aqui o guia nos deu algumas horas livres pra passear e conhecer a região da nossa maneira. Assim que todo mundo começou a descer do ônibus os grupos de pessoas foram se separando, cada um foi pra um lado e fez o que quis.

Cliffs of Moher, visitor centre
Entrada para os Cliffs of Moher, na Irlanda.

Os Cliffs of Moher levam esse nome por causa do forte “Mothar” ou “Moher” que existia no local e teria sido demolido durante as guerras Napoleônicas no início dos anos 1800, para dar espaço à construção de uma torre de observação. Hoje em dia a Torre Moher ainda se encontra em pé, porém em ruínas no topo do Hag’s Head.

Os cliffs tem aproximadamente 10km de extensão e podem chegar ate 214m de altura. Qualquer lugar aqui é um ótimo ponto de observação/mirante para admirar a vista incrível dos enormes penhascos e do Oceano Atlântico. Qualquer canto que você vai dá pra fazer fotos maravilhosas.

A maioria dos turistas que visitam os cliffs começam o passeio pelo Centro dos Visitantes (Visitor Centre), foi aqui que nosso ônibus nos deixou. Aqui nesse centro tem uma área de exibições que mostra a história, a geologia, a flora e a fauna das falésias. Aqui tem também uma área coberta com uma cafeteria bem simples e banheiros.

Saindo do visitor centre eu fiz uma caminhada de alguns minutos até a Torre O’Brien’s, ela marca o ponto mais alto dos cliffs. Essa torre foi construída em 1835 e posteriormente reformada no ano de 1970. Em um dia de céu aberto e sem neblina dá pra ver vários pontos de interesse, como por exemplo os Twelve Pins e o farol de Loop Head.

Torre O'Brien's, o ponto mais alto do Cliffs of Moher, na Irlanda.
Torre O’Brien’s, o ponto mais alto do Cliffs of Moher, na Irlanda.

Existe uma trilha de mais de 18km pra quem quer conhecer toda a extensão dos cliffs. Essa trilha vai desde o Hag’s Head até a vila de Doolin. Lógico que nós não tínhamos tempo suficiente pra fazer essa trilha completa, mas vi bastante gente caminhando por ela. Só quando você vê alguém caminhando por essas trilhas é que dá pra ter uma noção da altura desses cliffs. As pessoas ficam parecendo formiguinhas, loucura isso.

Depois que curti a vista da torre, desci em direção ao centro de visitantes e continuei reto em frente pra subir por um caminho pavimentado beirando o penhasco. Existem placas te informando do perigo de ultrapassar cercas ou barreiras que existem ao longo desse caminho.

No dia da minha visita eu dei sorte com o tempo. Pois apesar de não estar fazendo sol, pelo menos também não tinha neblina então a visibilidade estava muito boa. Deu pra ver também o tanto de aves que se abrigam em alguns buracos das pedras. Esse lugar superou todas as minhas expectativas. Simplesmente impressionante de uma magnitude única.

Depois de passear por aproximadamente 1 hora e meia pelos cliffs, aproveitei pra passar na cafeteria, pegar um cafezinho e depois fui encontrar a galera no ônibus. Nós pegamos estrada direto pra Dublin, sem nenhuma parada pelo caminho.

Chegamos em Dublin no início da noite, eram por volta das 7, foi ótimo pois ainda deu tempo de ir jantar e depois curtir um pub no centro da cidade. Tivemos um dia fantástico e eu me apaixonei pela Irlanda. Gostaria de ter ficado mais tempo pra ter tido a oportunidade de conhecer outras cidades. Mas tenho certeza que voltarei em breve.

Nesse passeio pudemos conhecer um outro lado da Irlanda. A capital Dublin é super agitada, cheia de bares, festas e muita gente. Mas foi só pegando o ônibus e fazendo um passeio pro interior que pudemos descobrir uma outra face da Irlanda. Um país com uma natureza exuberante e paisagens de tirar o fôlego, fazendo dessa uma viagem inesquecível.

Veja todos os posts da Irlanda no Mais um Destino.

Vai passar mais do que um dia na Irlanda? Reserve seu hotel no booking.com usando o link do blog. Além de oferecer segurança e acomodações incríveis, você ainda me ajuda a manter o Mais um Destino no ar sem pagar nada por isso! Muito obrigada. 🙂

Compartilhe:

2 comentários em “Cliffs of Moher, as famosas falésias da Irlanda”

  1. Um dos lugares mais incríveis que eu tive o prazer de conhecer com você! Cada frase que eu li me fez voltar naquele dia e relembrar tudo que vivemos! Viagem maravilhosa, blog perfeito, repleto de detalhes! Parabéns s2

    1. Essa trip foi top demais, risada do começo até o fim!! Obrigada pela companhia amiga. Amei seu comentário, seu suporte significa muito pra mim. ♡ ♡ ♡

Deixe seu comentário