Ouse Viaduct
Europa, Inglaterra, Reino Unido

Haywards Heath, conhecendo o viaduto do vale Ouse que viralizou no instagram

Sabe aqueles lugares escondidinhos no meio do nada que você nunca saberia da existência, se não fosse pelo poder das mídias sociais? Pois foi assim que descobrimos que em uma cidadezinha do interior chamada Haywards Heath tinha uma dessas construções históricas que você precisa ver de perto para acreditar.

Estou falando do Ouse Valley Viaduct, um patrimônio que recebeu o status de Grade II* Listed Building, nesse post eu explico direitinho o que isso significa.

Ouse Viaduct
Ouse Valley Viaduct em Haywards Heath, na Inglaterra.

Na verdade quem descobriu esse lugar foi minha amiga Gracie. Até então eu nunca tinha visto e nem ouvido falar deste viaduto. Mas olha pra vocês verem que engraçado, eu já havia passado por ele diversas vezes. Porque em cima desse viaduto passa uma linha de trem que liga Londres à Brighton. Quantas e quantas vezes eu já fui pra Brighton de trem, passei por esse caminho e nunca nem soube. 🙃

Mas aí, ano passado, depois que as restrições do primeiro lockdown foram aliviadas, a Gracie me convidou pra ir com ela conhecer esse lugar. Ela me mandou algumas fotos e eu fiquei encantada! Não pensei nem duas vezes para aceitar o convite.

Você vai encontrar nesse post:
Sobre Haywards Heath
Como cheguei em Haywards Heath
Pontos de interesse
Informações adicionais

Sobre Haywards Heath

Haywards Heath é uma pequena cidade no condado de Sussex com cerca de 33 mil habitantes. Ela fica aproximadamente 60km ao sul de Londres. De carro, a viagem leva por volta de 1h e 30 minutos. Já de trem, leva somente 50 minutos, porque Haywards Heath fica praticamente numa linha reta entre Londres e Brighton.

Então pela proximidade com Londres, Haywards Heath serve como uma cidade-satélite. Muitos de seus residentes deslocam-se diariamente para trabalhar nos arredores, como por exemplo, em Londres, Brighton, Crawley e também no aeroporto de Gatwick.

South Road Haywards Heath
Centro de Haywards Heath. (Foto retirada do site da Wikipedia. Clique aqui para os créditos.)

Como Cheguei Em Haywards Heath

Como eu moro em Londres e a Gracie em Basingstoke, a gente combinou que seria mais fácil se a gente se encontrasse na saída da estação de trem em Haywards Heath, a mais próxima que tem do Ouse Valley Viaduct. A Gracie estava de carro e eu de trem, então ela ia me pegar nessa estação pra gente ir juntas para o viaduto.

Só que tem um porém, depois de conhecer o viaduto, a gente ia procurar um lugar pra almoçar e provavelmente conhecer alguma outra cidadezinha na parte da tarde. Então ela deu a ideia de eu comprar somente o bilhete de ida até Haywards Heath e depois comprar o de volta para Londres na estação de trem que ela fosse me deixar no final do dia. Que no caso foi a estação da cidade de Woking. Em breve vou escrever um post aqui no blog contando pra vocês o que foi que a gente conheceu por lá.


Leia também:

Londres: bairros, eventos, markets e muito mais
Visitando Oxford, uma das mais famosas cidades universitárias da Inglaterra
Roteiro de 3 dias em Edimburgo, capital da Escócia


Viajar de trem aqui no Reino Unido é muito confortável e geralmente também é a maneira mais rápida pra chegar de um lugar ao outro. O único problema é que é caro. A gente até consegue pagar um pouquinho mais barato no bilhete se comprar com dias de antecedência ou se viajar fora do horário de pico.

Na manhã de sábado do nosso passeio, eu fui até a estação de Victoria no centro de Londres, porque de lá que sai a principal linha de trem que conecta Londres à Haywards Heath. Só que eu deixei pra comprar o bilhete de trem na hora, pois caso eu ou ela tivesse que cancelar o passeio de última hora, eu não perderia o dinheiro pago no bilhete.

Cheguei na máquina de self-service do terminal ferroviário e quase enfartei quando vi o preço do bilhete, estava custando um total de £25 libras! Sinceramente eu fui achando que no máximo ia pagar umas £15 libras, chutando alto! O que eu fico mais de cara é que a viagem é bem curta, por volta de 50 minutos e somente 4 paradas de Londres. Por que tão caro? 😫

London to Haywards Heath
Mapa do trajeto de trem de Londres à Haywards Heath.

Pontos De Interesse

Cheguei na estação de trem de Haywards Heath, nosso ponto de encontro, antes da Gracie. Então enquanto eu esperava por ela, fui buscar um café para a gente no Costa que tem na rotatória logo em frente uma das saídas da estação.

Como eu já disse a cidade é bem pequenininha, a gente veio somente com a intenção de conhecer o viaduto. Se não fosse por isso talvez eu nunca teria vindo à essa cidade. Pois realmente não parece que tem muita coisa que me interessa aqui, aliás, não parece ter muito o que fazer. A não ser talvez caminhar pela cidadezinha, parar beber uma pint em um pub ou sentar em um parque pra curtir um solzinho.

Mas enquanto eu escrevia esse post, eu pesquise se tinha mais algum outro lugar interessante na cidade para deixar de sugestão aqui para vocês. Outras atrações da cidade que eu fiquei curiosa e talvez volte um dia para conhecer são: a mansão de Wakehurst, que aparentemente tem também um lindo jardim botânico; outro lugar que chamou minha atenção foi o jardim Borde Hill Gardens.

Ouse Valley Viaduct

Foi a conta de pegar nossos cafés que a Gracie já estacionou na porta do Costa pra me pegar. Seguimos de carro para o viaduto, que fica um pouquinho afastado do centro. São aproximadamente 4km, de carro levamos menos de 10 minutos para chegar. Porém a pé eu acho que já fica um pouquinho mais complicado chegar até lá, porque tem que passar por umas estradinhas rurais sem acostamento.

Ao chegar no local, tem um acostamento na beira de estrada que servem poucos carros. No dia que a gente foi deviam ter uns 5 carros estacionados ali. O viaduto fica em uma propriedade aberta, dá pra andar a conhecer os arredores sem pagar nada por isso. Lembrando que não tem mais nada em volta, esse viaduto fica bem no meio do nada. Então não tem café, não tem banheiro, enfim, nada.

O Ouse Valley Viaduct é um marco histórico aqui na Inglaterra. Ele também é chamado de Balcombe Viaduct, pois Balcombe é uma vila na cidade de Haywards Heath que fica perto de onde o viaduto se encontra. Como eu já havia mencionado no começo desse post, esse viaduto transporta a linha ferroviária que liga Londres à cidade litorânea de Brighton. Por aqui passam mais de 100 trens diariamente.

Ouse Viaduct
Ouse Valley Viaduct, na Inglaterra.

Por causa da sua estrutura requintada, esse viaduto é muitas vezes descrito como “provavelmente o viaduto mais elegante da Grã-Bretanha.” Ele começou a ser construído no ano de 1839, foi inaugurado 2 anos depois em 1841, porém a construção só foi mesmo completada no ano seguinte, em 1842.

Hoje em dia ele é um patrimônio com o status de Grade II* Listed Building, ou seja, significa que esse patrimônio possui uma importância histórica, por isso recebe maiores cuidados e uma proteção especial da Historic England, um órgão publico que inclusive financiou parte da restauração do viaduto que aconteceu entre os anos de 1996 e 1999.

Agora deixando todas essas informações técnicas de lado, vamos falar porque esse viaduto é tão bonito e porque ele chama tanta atenção. Esse viaduto foi construído todo com tijolo vermelho, ele se estende por aproximadamente 450 metros. O que chama mais atenção são seus enormes arcos, são um total de 37 arcos.

O viaduto visto de longe, no cenário onde ele se encontra, já é super pitoresco. Mas visto por debaixo é simplesmente emocionante. Não dá para explicar a sensação que ficar embaixo dessa estrutura gigantesca. Eu me senti tão pequenininha. De longe a gente não consegue ter a noção exata de tão imensa que essa estrutura é. O efeito que esses 37 arcos enfileirados dão é absurdo, parece que você está olhando para o infinito.

No dia que eu fui com minha amiga, tinham pouquíssimas pessoas visitando o lugar. Talvez no máximo uns 3 ou 4 grupos de pessoas. Deu pra gente curtir bastante o lugar sem pressa, deu também para tirar nossas fotos com paciência, sem ninguém em volta pressionando pra gente ir rápido.

Mas esse viaduto está tão bombado no instagram, que eu aposto que tem cada vez mais e mais gente indo lá conhecer. Talvez chegar cedinho seja uma boa opção caso você queira curtir um pouquinho de tranquilidade e fazer umas fotos bacanas.

Informações Adicionais

Outra fato interessante que descobri depois dessa nossa visita, é que esse viaduto fica em uma região de beleza natural importante aqui na Inglaterra. Digamos, quase como se fosse um parque nacional, mas um pouquinho menos que isso. Aqui, eles dão à esses lugares o nome de AONB. Em inglês essa sigla significa: Areas of Outstanding Natural Beauty. O viaduto que eu tanto fiz propaganda no post de hoje fica na High Weald AONB.

Pelo que eu estava lendo, essa região é de uma beleza única, tem vários locais bonitos para visitar. Agora que o lockdown vai ser aliviado (pela 3ª vez) estou pensando em passar mais tempo na natureza. Como essa região fica relativamente perto de Londres, eu já estou pegando umas ideias de onde ir.

Pra finalizar nosso passeio, a gente ficou no máximo uma hora aqui no viaduto. Depois disso ainda fomos conhecer alguns outros lugares interessantes em uma cidade próxima chamada Woking. E por fim, almoçamos em um restaurante delicioso por lá.

Mas essa informações vão ficar para um próximo post. Eu quero saber se vocês gostaram dessa dica de hoje? Me responde aí nos comentários, você se interessa por marcos históricos, assim como esse viaduto do post de hoje? Quais marcos históricos são os seus favoritos aqui na Inglaterra?

Nadia e Gracie em Haywards Heath
Eu e minha amiga Gracie no Ouse Valley Viaduct.

Veja todos os posts da Inglaterra no Mais Um Destino.

Vai passar mais do que um dia em Haywards Heath? Reserve seu hotel no booking.com usando o link do blog. Além de oferecer segurança e acomodações incríveis, você ainda me ajuda a manter o Mais Um Destino no ar sem pagar nada por isso! Muito obrigada. 🙂

Curtiu? Compartilhe.

Deixe seu comentário