Ásia, Roteiros, Vietnã

Hanoi, a fascinante capital do Vietnã

Quando cheguei em Hanoi, a capital do Vietnã, eu já tinha atravessado o país de norte à sul (na verdade foi de sul à norte, só falei ao contrário pra ficar mais bonitinho). Sendo assim, eu já estava bem acostumada com a comida, com os meios de transporte, com a cultura local, com a maneira das pessoas, enfim, a verdade é que eu já estava me sentindo em casa.

Ponte Huc, lago Hoan Kiem, Vietnã
Ponte Huc sobre o lago Hoan Kiem em Hanoi, no Vietnã.

Hanoi é a capital e segunda maior cidade do Vietnã. Esse é um daqueles destinos que não pode faltar no roteiro de quem viaja para esse país. Hanoi possui uma população de aproximadamente 7.7 milhões de pessoas (até o momento que escrevi esse post).

Geralmente é uma cidade que serve de base pra quem está à caminho da baía de Ha Long ou da cidade de Sapa que fica nas montanhas do norte do país. Frequentemente Hanoi fica no topo das listas das cidades mais visitadas do mundo.

Localizada na região do delta do rio Vermelho, Hanoi é o centro cultural, comercial, político e educacional do norte do Vietnã. Estive em Hanoi em dezembro de 2015 e o que mais me chamou atenção aqui, além da loucura do Old Quarter, foi a arquitetura diversificada desse lugar.

A cidade sofreu influências de culturas do Sudeste Asiático, da cultura chinesa e principalmente da cultura francesa. No ano de 1873, Hanoi foi conquistada pelos franceses, servindo como capital administrativa da Indochina Francesa entre os anos de 1883 à 1945, quando Ho Chi Minh declarou a independência do Vietnã.

A colonização francesa deixou um grande impacto na arquitetura da cidade. Pontes, avenidas e edifícios foram construídos no estilo francês. Tanto que as partes turísticas do centro da cidade são divididas entre o bairro antigo, com pequenas vielas e uma atmosfera tradicional vietnamita e o bairro francês, com construções em estilo colonial e avenidas maiores e mais arborizadas.

Em Hanoi, há mais pontos de interesse do que em qualquer outra cidade no Vietnã. A cidade possui mais de 1000 anos de história, tendo sido os últimos 100 anos muito bem preservados. Por esses e outros motivos, eu decidi que iria passar uns dias em Hanoi pra conhecer o máximo que eu pudesse antes de continuar o mochilão para a baía de Halong e a cidade de Sapa.

Ruas do centro de Hanoi no Vietnã
Hanoi, a capital do Vietnã.

Como Cheguei Em Hanoi

Mas antes disso, primeiro deixa eu explicar como foi que cheguei aqui. O primeiro país do meu mochilão de 6 meses pelo Sudeste Asiático foi o Vietnã. Atravessei o país de uma ponta à outra viajando de ônibus. Essa foi sem dúvidas uma das melhores experiências da minha vida.

Antes de chegar em Hanoi eu passei uns dias conhecendo a cidade imperial de Hue. De lá peguei um ônibus noturno até Hanoi. São aproximadamente 650 km de distância, o que significa muitas e muitas horas de estrada.

Lógico que dava pra ter ido de avião, mas mochileiro como eu sempre economiza o máximo que pode. Mesmo que tenha que fazer longas viagens de ônibus. Pra gente tudo é uma grande aventura. Viajando de ônibus além de economizar a gente acaba vendo bastante do interior do país e as vezes consegue ter um pouco mais de contato com os locais.

Apesar de ter bastante mochileiro viajando de ônibus pelo Vietnã, os locais estão sempre presentes nessas viagens e geralmente em maior número. Viajar de ônibus no Vietnã é seguro e super divertido.

Old Quarter, Vietnã
Hanoi foi amor à primeira vista!

Pontos De Interesse

Passei um total de 3 dias em Hanoi e não recomendaria menos do que isso. Pois a cidade é incrível, tem muita coisa pra ver e fazer. Nesse tempo consegui ver os principais pontos turísticos e mais um monte de outros lugares interessantes. Mas ainda não conheci tudo.

Lembrando também que eu pesquisei muito antes de ir e quando cheguei na cidade fiz todos os roteiros a pé e sem guia turístico. Pois eu prefiro explorar a cidade dessa maneira. Eu tive que andar bastante, então você precisa ter um condicionamento físico legal pra conseguir fazer tudo a pé. Você também precisa gostar de caminhar e consequentemente vai precisar de um mapa ou aplicativo pra te guiar. Pra mim foi tranquilo fazer isso, porque como eu disse anteriormente, eu já estava viajando pelo Vietnã por algumas semanas.

Eu tentei agrupar os pontos de interesse de acordo com a proximidade de um ao outro, então criei uma sugestão de roteiro para 3 dias. Tem bastante coisa legal! Confira abaixo a lista de todos os lugares que visitei enquanto estive em Hanoi.

Roteiro » Dia 1

Lago Hoan Kiem

O lago Hoan Kiem é um lago bem grande que se encontra no centro antigo da capital. O nome dele significa Lago da Espada Retornada, existem várias lendas do por que do nome, mas todas elas levam ao imperador Le Loi. Ele derrotou o exército chinês com uma espada mágica que ele pegou emprestado de uma tartaruga que vivia no lago. Há uma torre em uma pequena ilha no meio do lago chamada de Torre da Tartaruga (Tháp Rùa), que foi construída para homenagear essa lenda que deu o nome do lago.

Do outro lado do lago fica a ilha Jade, local aonde foi construído o Templo da Ilha Jade (Ngoc Son Temple) no século 18. Nessa ilha há várias pequenas construções como a Torre da Caneta, o Pavilhão de Contemplação da Lua, o Pavilhão Contra as Ondas e outros. Todos eles tem um significado simbólico. Pra chegar até esse templo você tem que atravessar a Ponte Huc (Cầu Thê Húc), uma linda ponte construída em 1885, com uma estrutura vermelha de madeira. Essa ponte é um dos cartões-postais de Hanoi.

Esse lago foi o ponto principal de todos os meus dias em Hanoi. Meu passatempo era vir aqui logo no começo da manhã, pra assistir as pessoas praticando tai chi às margens do rio ao nascer do sol, ver a cidade acordando e pouco a pouco a loucura do trânsito tomando de conta das ruas.

Na parte da tarde, eu via as pessoas praticando caminhadas, as famílias passeando e dezenas de casais tirando fotos para álbuns de casamento. À noite essa região se transformava novamente, com as pessoas curtindo a briza da noite e a beleza da iluminação da ponte Huc. Não importa a hora do dia, não deixe de vir aqui observar esses acontecimentos.

Parque Ly Thai To

Bem ao lado do lago Hoan Kiem fica esse amplo parque aonde se encontra a estátua de Ly Thai To. Ele foi o primeiro imperador da dinastia Ly, e em 1010 escolheu Hanoi como a capital do seu império. Na época o nome da cidade era Thang Long, que se manteve como capital do Vietnã até o ano de 1802, quando foi transferida para Hue. A pracinha aonde se encontra essa estátua é um local aonde eu vi bastante grupos de amigos e muitas famílias vietnamitas passeando.

St Joseph’s Cathedral

Continuando meu caminho à pé em volta do lago cheguei nessa linda catedral que fica bem no centro de Hanoi. A catedral St Joseph foi construída pelos franceses em estilo gótico no final do século 19. Ela foi nomeada em referência à Joseph, o santo padroeiro do Vietnã e da Indochina. O estilo arquitetônico dela se assemelha com o da catedral de Notre Dame em Paris. Eu achei a estrutura dela bem impressionante, especialmente as duas torres da parte da frente.

Me parece que a catedral não passa por uma limpeza há algum tempo. A estrutura toda do lado de fora está bem suja, acredito que deve ser por causa da poluição. Essa área aqui me lembrou bastante o centro antigo de São Paulo. Mas isso não muda o fato que eu adorei poder visitar esse lugar e eu super recomendo, pois essa é a igreja mais antiga de Hanoi. Vale a pena a visita.

Catedral St Joseph em Hanoi, Vietnã
Catedral de St Joseph em Hanoi, no Vietnã.

Ba Da Pagoda

Escondido no fundo de uma viela pertinho da igreja de St Joseph se encontra esse templo budista. Quase que eu passei direto e nem vi a entrada. A sorte é que eu sou bem curiosa. O primeiro templo construído nesse local foi no século 11 pelo imperador Ly Thanh Thong.

Posteriormente, por volta do século 15 uma estátua de pedra de uma mulher foi desenterrada e trazida até aqui. Por isso o nome Ba Da, que em português significa Mulher de Pedra. Infelizmente essa estátua desapareceu, porém existem muitas outras nesse local. Uma mais incrível do que a outra. Os altares são adornados com muitas flores e oferendas. Esse templo sem dúvida é um dos meus favoritos em Hanoi.

Prisão De Hoa Lo

Continuando no nosso passeio cultural pela cidade, fomo conhecer um outro ponto bastante turístico mas que vale a pena conhecer pra entender um pouco mais do passado de Hanoi. Estou falando da prisão Hoa Lo, que foi construída por colonos franceses na época da Indochina Francesa. Aqui eles abrigavam prisioneiros políticos. Durante a Guerra do Vietnã, essa prisão foi utilizada pelo Vietnã do Norte pra prender soldados americanos.

Os prédios que faziam parte do complexo da prisão foram demolidos na década de 90. O que restou foi a parte da entrada aonde ficava a guarita. Esse prédio agora abriga o museu da prisão, com fotos, relatos, estátuas que demonstram o estado deplorável que os prisioneiros eram mantido em celas. O que mais chocou foi ver o salão aonde os prisioneiros eram acorrentados pelo tornozelo, todos em um mesmo ferro. Prepare o seu psicológico, pois a visita aqui é tensa.

Roteiro » Dia 2

Templo Da Literatura

O Templo da Literatura Van Mieu foi construído em 1070 durante a dinastia Ly para homenagear Confucius, um professor chinês, político, filósofo e fundador do confucionismo. Seis anos depois, no ano de 1076, a primeira universidade do Vietnã foi instalada nesse mesmo local.

Naquela época, aqui estudavam os nobres, membros da elite e da realeza do Vietnã. Durante centenas de anos apesar de guerras e outros desastres, o templo ainda manteve sua arquitetura original. Lógico que ao longo dos anos o templo já passou por diversas restaurações.

O complexo do Templo da Literatura é formado por 5 pátios murados conectados por portões. O número 5 representa os cinco elementos básicos que formam o mundo: metal, madeira, fogo, água e terra. A fênix e o dragão são símbolos que representam a imperatriz e o imperador. A fênix representa a beleza, e o dragão representa o poder. É comum os alunos pedirem por boas notas no altares do templo.

Esse foi um dos lugares que eu mais gostei de ter visitado em toda Hanoi, é realmente imperdível. Eu vim até aqui a pé pra poder explorar melhor a cidade. Ao chegar notei a quantidade de turistas e também de locais. Haviam centenas de estudantes na porta do templo todos vestidos em suas becas, celebrando a formatura da escola ou da faculdade.

Templo da Literatura em Hanoi, Vietnã
Estudantes com roupa típica vietnamita posando para fotos em frente ao Templo da Literatura em Hanoi, no Vietnã.

Terminal Ferroviário

Foi caminhando entre os pontos turísticos da cidade que passei em frente ao terminal ferroviário de Hanoi. Eu achei o prédio muito bonito, me chamou bastante atenção então entrei pra descobrir o que era. Foi então que notei que se tratava do Portão B de entrada para o terminal ferroviário.

O terminal ferroviário de Hanoi foi aberto em 1902. Depois disso sofreu vários danos durante a Guerra do Vietnã, sendo restaurado em 1976. Apesar de eu ter viajado pelo país de ônibus, eu sei que tem muita gente que prefere fazer algumas viagens de trem. Uma dessas viagens é de Hanoi até Sapa e vice-versa. Os trens para Lao Cai, no norte do país, partem dessa estação.

Ga Hà Nội, terminal ferroviário no Vietnã
Terminal ferroviário de Hanoi. Portão de entrada B.

Old Quarter

Considerado um dos principais pontos turísticos da cidade, o Old Quarter é o bairro antigo de Hanoi. Foi aqui que eu escolhi ficar hospedada, pra poder estar no meio do fervo e bem pertinho de tudo. Tive bastante tempo pra explorar cada ruazinha desse bairro. Consegui descobrir alguns restaurantes e cafezinhos gostosos no meio da muvuca. Apesar da loucura, da correria, do trânsito, da bagunça, da sujeira e da poluição, eu simplesmente amei esse lugar.

Bairro antigo de Hanoi, comércio de utensílios de alumínio
Loja de utensílios no bairro Old Quarter em Hanoi, no Vietnã.

Outro nome comumente usado para se referir à essa área é 36 ruas. Pois as ruas aqui são organizadas pelo tipo de comércio, por exemplo, tem a rua que vende metais, tem a rua que vende objetos de bambu, tem a de doces e por aí vai. Algumas dessas ruas ainda são especializadas no comércio que lhes deram o nome.

O comércio nesse bairro começou há centenas de anos, antigamente consistia em um negócio de família que era passado de geração em geração. Hoje em dia as lojas aqui pertencem à comerciantes e varejistas de várias outras partes do Vietnã.

A maioria dos vendedores expõem os seus produtos na calçada, o que faz com que os pedestres tenham que andar no meio da rua, desviando de carros, motos e carroças. Um caos frenético mas muito fascinante. A experiência de desbravar cada cantinho desse lugar realmente vale a pena.

Templo Bach Ma

No meu passeio pelo Old Quarter cheguei até o templo Bach Ma, que fica bem escondidinho entre as ruas do bairro. Ele é considerado um dos mais antigos de Hanoi, tendo sido originalmente construído no século 9 pelo rei Ly Thai To.

A tradução livre do nome do templo significa Cavalo Branco. Segundo a lenda, um cavalo branco teria ajudado o rei à escapar da cidadela de Hanoi quando as paredes começaram a desmoronar. Dentro do templo, ao lado do altar tem uma imagem para homenagear o cavalo branco.

Bach Ma Temple, Hanoi
Detalhes do interior do templo Bach Ma em Hanoi, no Vietnã.

Templo Chua Cau Dong

Esse é um outro templo budista que encontrei enquanto passeando pelas ruas do Old Quarter. Mesmo sendo localizado no meio do bairro super movimentado, cheio de trânsito e de gente, o lado de dentro do templo é um cenário completamente diferente. Deu pra fugir da loucura do bairro e encontrar um pouco de paz.

Outro nome que dão à esse templo é Dong Mon (Eastern Gate). A lenda diz que esse templo foi construído durante a dinastia Ly, que durou entre os anos de 1010-1225. Havia uma ponte de pedra chamada Dong Bridge que dava no Cua Dong, o portão leste da cidade de Thang Long (como Hanoi era chamada antigamente). Era assim que os locais distinguia esse templo dos outros que haviam na região.

Chua Cau Dong Temple, Hanoi
Detalhes do portão de entrada para o templo Chua Cau Dong em Hanoi, no Vietnã.

Roteiro » Dia 3

Mausoléu de Ho Chi Minh

Essa é uma atração histórica bem famosa em Hanoi, conhecida por homenagear o líder revolucionário e ex-presidente Ho Chi Minh. O corpo embalsamado do ex-presidente se encontra aqui, dentro de um caixão de vidro com pouca luz em um salão central protegido por guardas o tempo todo. O corpo está em exibição desde 1975, apesar de que há rumores de na verdade se tratar de uma réplica.

Geralmente é possível conhecer o mausoléu por dentro, porém quando eu estive em Hanoi ele estava fechado para visitação. O mausoléu foi construído na praça Ba Dinh, local onde Ho Chi Minh leu a Declaração da Independência em 1945, levando o país à independência e reunificação. Os jardins que cercam o mausoléu possuem centenas de espécies de plantas, flores e bonsais que foram doados por pessoas de diferentes regiões do Vietnã.

Essa foi a primeira atração que visitamos no complexo do mausoléu de Ho Chi Minh. O complexo é um importante local de peregrinação para os vietnamitas. Essa é uma área só para pedestres, cheia de jardins, memoriais e monumentos que geralmente fica cheia de grupos de vietnamitas que viajam de todas as partes do Vietnã para prestarem suas homenagens ao “Tio Ho”, como Ho Chi Minh é carinhosamente chamado pelos locais.

One Pillar Pagoda

Esse templo budista pequenininho (um dos menores que já vi na vida) fica atrás do mausoléu de Ho Chi Minh. O nome já diz tudo, pois o templo se encontra em cima de um pilar dentro de um pequeno lago. Ele foi construído com o intuito de se parecer com uma flor de lótus, pois de acordo com o budismo elas nascem em lagos lamacentos e por isso representam a pureza.

Em 1954, os franceses destruíram o templo antes de se retirarem do Vietnã após a I Guerra da Indochina. Esse templo que se encontra hoje foi reconstruído após esse triste episódio. Esse é um dos templos mais icônicos do país, se você estiver pela região, não deixe de fazer uma visita.

Palácio Presidencial

Outro ponto de interesse que se encontra no complexo do mausoléu de Ho Chi Minh é o Palácio Presidencial do Vietnã. Ele foi construído entre os anos 1900-1906 para acomodar o governador geral da Indochina Francesa. Assim como a maioria da arquitetura colonial francesa, o palácio tem o estilo completamente europeu.

Aparentemente, após a independência do Vietnã, Ho Chi Minh teria se recusado a morar nesse palácio por razões simbólicas. Ele construiu nesse mesmo terreno, uma casa de palafita no estilo tradicional vietnamita para servir como sua residência, e em frente à essa casa mandou fazer um lago com carpas. Esse local é conhecido como Ho Chi Minh Stilt House. Hoje em dia essa casa é usada para recepções oficias e não está aberta ao público. Essa foto abaixo eu tirei do lado de fora do Palácio Presidencial, pois ele também não está aberto pra visitação.

Palácio Presidencial do Vietnã em Hanoi
Palácio Presidencial do Vietnã, em Hanoi.

Museu Ho Chi Minh

Também localizado no complexo do Mausoléu de Ho Chi Minh se encontra esse museu, um dos mais importantes do Vietnã. O museu conta toda a história do líder revolucionário e ex-presidente Ho Chi Minh, desde à sua formação em sua cidade natal e sua juventude, conta também sobre o período que ele viajou o mundo para descobrir uma maneira de livrar o país do colonialismo.

Outros detalhes da história de Ho Chi Minh também fazem parte da exposição, sobre como ele teria incorporado as idéias do marxismo e leninismo na fundação do Partido Comunista Vietnamita, outras partes da exposição conta toda a história da sua vida política até a sua morte.

Museu Ho Chi Minh em Hanoi, no Vietnã
Museu Ho Chi Minh em Hanoi, no Vietnã.

Assembléia Nacional Do Vietnã

Esse é o prédio da Assembléia Nacional da República Socialista do Vietnã, o que para nós é também é conhecido como parlamento. É aqui que se encontra o corpo legislativo do país, um total de 498 membros eleitos para um mandato de 5 anos. O Partido Comunista representa aproximadamente 90% dos membros da assembléia.

A constituição do Vietnã reconhece a assembléia como o “maior órgão de poder estatal”. A assembléia fica logo em frente ao mausoléu de Ho Chi Minh, ela foi construída entre 2010 e 2014. A arquitetura da assembléia chama bastante atenção, esse teto circular parece estar flutuando sobre o restante do prédio.

Assembléia Nacional do Vietnã
Assembléia Nacional do Vietnã, em Hanoi.

Thang Long – Teatro De Marionetes De Água

A tradição dos marionetes de água se originou em aldeias do norte do Vietnã no século 11. Quando os campos de arroz inundavam os aldeões se divertiam usando essa maneira de brincar. O show do teatro Thang Long é o mais famoso e o mais popular entre os turistas. A apresentação começa com músicas folclóricas sendo cantadas por artistas locais acompanhados de uma banda. Eu já me emocionei logo nesse começo, a música chega arrepiar a gente.

Músicos do teatro Thang Long em Hanoi, Vietnã
Músicos do teatro de marionetes de água em Hanoi, no Vietnã.

O palco na verdade é uma grande piscina com a água turva. Na parte de trás da piscina há um painel de madeira, onde os marionetistas se escondem para manusear os marionetes na água utilizando um pedaço longo de bambu. A cada música tocada, um conto folclórico tradicional do Vietnã é contado.

Foi pesquisando o que fazer em Hanoi no Trip Advisor, que descobri sobre o teatro de marionetes de água. Eu li nas avaliações que os ingressos costumam esgotar rapidamente, pois a maioria dos turistas compram os tickets com antecedência na bilheteria do próprio teatro. Foi isso que fiz, um dia antes da apresentação comprei os ingressos já pra garantir que não ia ficar sem.

O teatro Thang Long fica bem no centro da capital, pertinho do hostel aonde eu estava hospedada. Assim que chegamos, tivemos que esperar no saguão principal do teatro, pois ainda havia um grupo assistindo a última apresentação da tarde.

Eu não sou uma pessoa que frequenta teatros regularmente, então no dia da apresentação estava super animada. Porque depois de explorar a cidade o dia todo, eu ia pro hotel tomar um banho e me arrumar pra sair à noite em Hanoi. De tudo que fiz em Hanoi, esse foi o meu passeio cultural favorito. Daqueles que fica marcado, pois eu me emocionei do começo ao fim.

Onde Comer Em Hanoi

Pizza 4P’s Bao Khanh Alley
Essa pizzaria maravilhosa fica em uma viela da Old Quarter. Quando passei em frente não vi o nome e nem placa, mas notei que tinha muita gente abrindo a enorme porta de vidro pra entrar. Cheguei bem pertinho dessa porta pra ver o que tinha lá dentro e quando vi que era um restaurante fiquei super encantada.

O restaurante é um oásis no meio do caos de Hanoi. O restaurante tem 2 andares, por dentro é bem amplo e espaçoso. A decoração é bem moderna em um estilo meio rústico industrial. A parte da cozinha e dos fornos de pizza é aberta então você pode ver os funcionários preparando a comida.

E por falar em comida, aqui é o lugar perfeito pra você que já está cansado de comida de rua ou de comida vietnamita em geral e quer uma opção de comida ocidental. Eles tem no menu massa, pizza e sobremesas deliciosas. O preço é mais caro do que os restaurantes locais, mas não mais caro do que um restaurante bem comum na Europa.

Cafe Giang 39
Você não pode ir embora de Hanoi sem antes provar o melhor café de ovo (egg coffee) do Vietnã. Acredite em mim. Eu experimentei café de ovo em outros lugares e nenhum se compara à esse do Cafe Giang 39. Aí você me pergunta: Nossa, mas como assim, o que é isso de café de ovo? Calma gente, muito simples. Esse é jeito típico de servir café no Vietnã, onde ele é batido com ovo e leite condensado. O resultado? Uma sobremesa maravilhosa de saborear chorando.

Eu só fiquei sabendo da existência desse lugar porque durante a viagem conheci um casal de espanhóis que estavam passando a lua de mel em Hanoi. Foram eles que nos indicaram esse lugar sensacional. Essa cafeteria existe desde 1946, e hoje em dia já é bem popular entre os turistas. Ela fica escondidinha em uma área comercial no bairro Old Quarter. Tem que prestar muita atenção pra achar, pois parece na verdade o corredor do quintal da casa de alguém. Lá no fundo ficam mesinhas pra galera sentar e saborear essa gostosura!

Joma Bakery Café
Essa cafeteria fica super bem localizada no bairro Old Quarter. É um local mais moderno, os preços são um pouquinho mais caros do que outras cafeterias pela cidade. Ou seja, na minha opinião esse local é perfeito para os turistas que querem a opção de um café com salgados e bolos mais conhecidos pelo paladar ocidental. Eu vim aqui algumas vezes na parte da tarde pra comer um bolo e tomar um cafezinho esperto, recuperar as energias antes de continuar batendo perna pela cidade.

Cafeterias em Hanoi
Cafeteria Joma Bakery Cafe em Hanoi, no Vietnã.

Onde Se Hospedar Em Hanoi

New Vision Palace Hotel
Eu reservei esse hotel por uma noite pelo aplicativo pois eu estava vindo de Hue, uma cidade que fica 660km de distância de Hanoi. Passamos a noite inteira viajando de ônibus, então a idéia era chegar em Hanoi com um hotel já reservado pra não ter que sair procurando aonde ficar. Já que íamos estar exaustos da viagem noturna, o nosso plano era chegar, deixar as malas no quarto, tomar um banho e sair pra explorar a cidade.

Pra você que está lendo essa avaliação, queria lembrar que fiquei hospedada nesse hotel em dezembro de 2015. Ou seja, já se passaram mais de 4 anos e muita coisa já pode ter mudado desde então. Por exemplo, o hotel já pode ter passado por várias renovações desde então.

Mesmo assim, vou deixar as minhas impressões. Eu não gostei desse hotel e não indico. Nas fotos do booking.com ele parece uma ótima opção. Mas pra mim, os corredores do hotel cheiram cigarro e fritura. Outra coisa, eu não dei sorte de pegar um quarto com a janela pra rua. Aliás, eu não dei sorte nem de pegar um quarto com janela! Meu quarto ficava nos fundos do hotel, sem janela, sem ventilação e sem luz natural. Parece que o cheiro da fritura se acumulou todinho dentro do meu quarto.

Outra coisa que não me agradou muito foram as roupas de cama. Pareciam que já tinham sido usadas. Pena que não tenho fotos, certeza que você ia concordar comigo. O travesseiro era bem velho e fininho. No geral, isso tudo me deixou bem insatisfeita, e tive a certeza de que eu não ficaria mais do que uma noite aqui. No dia seguinte logo cedo, antes de fazer o check-out, deixei as malas no quarto e fui a pé procurar outra acomodação.

Hanoi Culture Hostel
Por não ter gostado do outro hotel, fui caminhar pela rua pra procurar outra acomodação. A minha sorte foi que em menos de 5 minutos passei em frente à esse hostel e gostei bastante da cara dele. Entrei pra ver se tinha disponibilidade e pedi pra dar uma olhadinha no quarto antes de fechar negócio e me ferrar mais uma vez. Dessa vez já fui logo pedindo um quarto com janela. Deu certo. Eles tinham um quarto super lindo, limpinho e cheiroso disponível para os próximos dias.

Esse lugar eu indico de olhos fechados. Fui super bem atendida, os funcionários são super atenciosos. O quarto eu já tinha gostado, depois de dormir uma noite gostei ainda mais. Mas o melhor de tudo era o café da manhã. Que diga-se de passagem estava incluso no preço da diária do quarto. O café da manhã é simples, mas tem o essencial. Tem frutas, cereais, sucos, pães e eles fazem ovo do jeito que você pedir, por exemplo, ovos mexidos, omelete, cozido e etc.

Gostei bastante também da localização. Tem tudo pertinho ali em volta do hotel. Bar, restaurantes, cafés e eu fui caminhando até os principais pontos turísticos da cidade. A nossa próxima parada era Halong Bay. Não queríamos carregar os mochilões com a gente. Então pedimos se seria possível deixar no hostel, eles aceitaram numa boa. Mais uma vez sendo super solícitos. Enfim, se um dia eu voltar pra Hanoi, com certeza vou querer ficar nesse mesmo hostel.

Dica Extra Pra Você Que Leu Até Aqui

É muito provável que você, assim como eu, depois de explorar Hanoi vai querer ir para a baía Halong, ou pra cidade de Sapa no norte do Vietnã quase na fronteira com a China. Existem muitas agências de turismo espalhadas por toda a cidade, principalmente na região do Old Quarter, que é aonde se encontra grande concentração de hostels e mochileiros.

Mas com tanta opção fica difícil saber qual agência escolher. Pois o valor de um desses passeios pode alterar bastante de uma agência para outra, assim como a qualidade do passeio também. Você precisa ter certeza que vai pagar um bom preço por uma boa tour, certo?

Nesse caso, eu indico pra vocês a Lily’s Travel Agency, a agência de viagens que comprei os meus pacotes pra Halong e pra Sapa. Eu cheguei até aqui depois de ler as avaliações de várias agências no Trip Advisor. Depois separei umas 4 agências pra visitar pessoalmente. Aqui nessa agência fui super bem atendida.

O que eu mais gostei foi que os funcionários fizeram questão de me mostrar a melhor opção que cabia no meu bolso. Eles não tentaram me vender a tour mais cara e arrancar dinheiro de mim. Por exemplo, com relação à tour de Halong, a primeira pergunta que fizeram foi: “você está disponível a pagar até qual valor?” E de a acordo com minha resposta eles sugeriram: “Voce prefere um barco de festa e bebida, ou prefere algo mais tranquilo?”

Bao Khanh Alley em Hanoi, no Vietnã.
Pequena viela no Old Quarter aonde fica a agência Lily’s Travel em Hanoi, no Vietnã.

Enfim, achei que fui super bem atendida, achei que o preço estava melhor do que em muitas outras agências e por fim, adorei as duas tours que fiz com eles. Que fique claro que não estou recebendo nada pra recomendar essa agência, pois paguei tudo do meu bolso e se estou indicando foi porque eu realmente gostei da experiência.

Eu gostei tanto dessa cidade que não vejo a hora de voltar. Apesar de ter conhecido bastante lugares quando estive aqui, com certeza ainda tem muito aqui pra se explorar.

Tem uma série que eu adoro que se chama La Casa de Papel. Nela os personagens usam como disfarce nomes de cidades ao invés de seus nomes reias. Se eu tivesse que escolher um apelido ia ser super fácil, com certeza eu seria a Hanoi. Eu amo essa cidade, pra mim ela é única e tem uma vibe muito boa. Eu simplesmente não vejo a hora de voltar.

Veja todos os posts do Vietnã no Mais um Destino.

Vai passar mais do que um dia em Hanoi? Reserve seu hotel no booking.com usando o link do blog. Além de oferecer segurança e acomodações incríveis, você ainda me ajuda a manter o Mais um Destino no ar sem pagar nada por isso! Muito obrigada. 🙂

Compartilhe:

4 comentários em “Hanoi, a fascinante capital do Vietnã”

  1. Sensacional Nadia, com todos os seus relatos e fotos deu pra ver como Hanoi realmente tem muita história e muitos lugares especiais pra se conhecer e sentir toda alegria e felicidade que você sentiu em presenciar esse tanto de cultura oriental de perto, ou seja, estando em Hanoi. Parabéns por tudo.

    1. Eu fico tão feliz quando encontro uma cidade que tem tudo, por exemplo, muita cultura, restaurantes legais, natureza exuberante, pessoas acolhedoras e pontos de interesses super interessantes. Hanoi é uma dessas cidades.

  2. Quanta experiência bacana e aprendizado vocês tiveram ! 🙂 E que bom que muitas pessoas podem aprender com seu blog, até mesmo alunos, ou curiosos sobre viagens. Parabéns ! 🙂 Que muitas e muitas viagens felizes, Deus proporcione a vocês, sempre. 🙂 Beijos. 🙂

Deixe seu comentário