Bélgica, Europa

Bruges, um caso de amor que começou com um filme

Se for pra escolher uma cidadezinha da Europa que seja romântica, charmosa e cheia de história, Bruges estaria em um dos primeiros lugares do topo da minha lista. Tanto que já a visitei duas vezes e mal posso esperar para ir de novo.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar de Bruges. De fato, essa é uma das cidades mais turísticas da Bélgica. Mas recentemente, ela ficou ainda mais famosa por causa de um filme que leva seu nome. Quer saber que filme é esse e o que essa cidade tem de tão especial? É só continuar lendo esse post.

Rozenhoedkaai em Bruges, Bélgica
Bruges, na Bélgica.

Como Cheguei Em Bruges?

Eu já fui para Bruges duas vezes. Só que nas duas vezes eu estava com o orçamento contado, ou seja, não dava para ficar esbanjando. Como eu tinha uns dias de folga do trabalho, eu queria aproveitar pra viajar para algum país da Europa, mas sem gastar muito.

Foi aí que eu comecei a pesquisar viagens de ônibus pela Europa para estudantes. Em primeiro lugar porque eu já tinha feito algumas dessas viagens pelo interior da Inglaterra com essas empresas. Além delas terem um preço super em conta e ter pacotes para lugares bem legais, você acaba conhecendo novos lugares e conhecendo também várias pessoas. Em segundo lugar, é que você não precisa ser necessariamente um estudante para poder comprar um desses pacotes de viagens de finais de semana.

Das duas vezes que viajei para Bruges, uma em 2013 e outra em 2016, eu escolhi um pacote da empresa UK Study Tours. Nesse pacote você: sai de Londres de ônibus na sexta à noite; passa a madrugada viajando; chega em Amsterdam pela manhã; passeia por Amsterdam o dia todo; dorme a noite de sábado para domingo em Amsterdam; depois pega o ônibus de manhã cedo para Bruges; passeia durante a tarde em Bruges; volta para Londres no final da noite de domingo.

Ufa! Acho que você deve ter cansado só de ler esse tanto de coisa que escrevi sobre essa viagem. Mas enfim, eu adorava fazer esse tipo de viagem na epoca que eu tinha acabado de chegar em Londres. É correria? Sim, é! Você conhece tudo dos dois lugares? Não, só o básico! Mas o legal é você gasta super pouco e acaba “conhecendo” dois países diferentes. Então esse é o tipo de viagem perfeita pra alguns tipos de pessoas: 1- quem está sem dinheiro; 2- quem está com o tempo curto; 3- quem adora adicionar países na listinha!

Você vai encontrar nesse post:
Sobre Bruges
Pontos de interesse
Restaurante em Bruges
Informações adicionais

Sobre Bruges

Bruges fica no noroeste da Bélgica à 100km da capital Bruxelas. Ela é a capital da província de Flandres Ocidental, na região de Flandres. Bruges é a 7ª cidade mais populosa do país, famosa por seus canais, ruas de paralelepípedos e construções medievais.

Na época medieval, Bruges era uma importante metrópole comercial no coração da Europa. O centro histórico da cidade manteve esse seu charme medieval à medida que foi evoluindo. Esse foi um dos motivos pelo qual a cidade leva hoje o título de Patrimônio Mundial da UNESCO. Hoje em dia, Bruges é considerada uma das cidades medievais mais visitadas do mundo.

Mas na verdade, não era por isso que eu já sabia da sua existência. Quem aí já assistiu o filme Em Bruges com o Colin Farrell? Eu assisti antes de viajar para Bruges e me apaixonei pela cidade por causa do filme. 😍 Nunca achei que um dia fosse estar aqui. O ator principal e um comparsa são assassinos de aluguel que se escondem nessa cidade e se apaixonam pela beleza e tranquilidade do lugar à medida que se envolvem com os moradores locais.

Tribunal Provincial na Market Square, Provinciaal Hof, Bruges
Provincial Court na Market Square em Bruges, na Bélgica.

Pontos De Interesse

O centro histórico de Bruges é compacto e dá pra visitar tudo a pé. Cheguei de ônibus com o grupo que eu estava viajando um pouco antes do horário de almoço. O guia combinou um horário no final da tarde, o qual todo mundo deveria estar de volta no ônibus pra gente continuar nossa viagem de volta à Londres.

Ele deixou bem claro que, caso alguém se atrasasse a pessoa ia ser deixada pra trás. Pois o ônibus tinha horário marcado para entrar na balsa de volta pra Londres. Dito isso, ele nos levou por uma breve caminhada para a Markt Square, a praça principal da cidade. De lá, ele deixou todo mundo livre para ir visitar o que quisesse. Isso foi bom, porque cada um pode escolher o que fazer e onde ir. Por outro lado, pra quem não gosta de viajar sozinho ou quem não sabe onde ir, talvez isso não seja uma vantagem.

Brugge city center, Belgium
Bruges, na Bélgica.

Então eu tenho duas dicas, a primeira delas é para que você pesquise com antecedência alguns pontos que queira visitar na cidade. Assim você ganha tempo quando chegar na cidade e já vai saber onde ir. A outra dica, é pra você tentar fazer amizade com outras pessoas do grupo que estarão fazendo a mesma tour, assim você vai ter companhia para passear pela cidade, para bater-papo e trocar informações.

Das duas vezes que eu fui para Bruges eu estava acompanhada. Em 2013 estava viajando com minha irmã e em 2016 com minha mãe. Esses pontos turísticos que eu vou listar abaixo foram lugares que eu conheci nessas duas vezes que estive em Bruges.

Lembrando que das duas vezes eu passei poucas horas visitando a cidade. Então o que eu vi foi o básico, por isso quero tanto voltar! Porém, mesmo não tendo conhecido tudo, eu consegui ver alguns dos principais pontos turísticos da cidade e vou lista-los abaixo, começando pelos que eu mais gostei, que provavelmente são também os mais importantes.

Canais De Bruges

Os canais são uma das principais atrações turísticas de Bruges. Assim como Amsterdam e São Petersburgo, Bruges também leva o apelido de Veneza do Norte. A cidade é a capital da única província da Bélgica com ligação direta ao Mar do Norte, a província de Flandres Ocidental.

Os canais desempenharam um papel fundamental na construção da cidade. Pois dada sua localização estratégica, Bruges era parada obrigatória para navios mercantes durante a Idade Média.

Entre os meses de março e novembro tem como fazer passeios de barco pelo canal que geralmente duram em torno de meia hora. Se você der sorte de estar aqui quando o tempo estiver bom, vale a pena fazer um passeio desses e apreciar a cidade vista de um ângulo diferente. Nesse passeio, os guias contam um pouco da história da cidade e passam por alguns canais que são inacessíveis por terra, pois nem todo canal passa próximo das ruas.

Um dos cartões postais de Bruges, e na minha opinião um dos cenários mais pitorescos da cidade, é um local conhecido como Rozenhoedkaai ou Quay of the Rosary. Imperdível, já vai colocando na sua lista. Aqui, os canais Groenerei e Dijver se encontram, criando um cenário muito charmoso.

Daqui você consegue admirar o canal e ao fundo, o Belfry de Bruges e outras belas construções medievais, tudo em perfeito estado de conservação. Também é possível ver o terraço de bares, restaurantes e hotéis que se encontram ao longo do canal.

Rozenhoedkaai em Bruges, Bélgica
Rozenhoedkaai – um dos cartões postais de Bruges, na Bélgica.

Markt (Market Square)

A praça central de Bruges, conhecida como Markt ou Market Square é bem popular e geralmente é aqui que todo passeio termina (ou começa). Antigamente, aqui era o palco de festivais, feiras, torneios, revoltas e execuções medievais. Um lugar cheio de história! Hoje em dia é um ponto de encontro, cheio de gente, de vida, de música, e onde no final do ano, acontece a feira de natal da cidade, o Bruges Christmas Market.

A construção que mais chama atenção nessa praça é o Belfry de Bruges, que é a principal atração turística e um dos símbolos da cidade. Durante séculos, essa torre medieval abrigou o tesouro e os arquivos municipais. Também já serviu de ponto de observação em caso de guerra, incêndio ou qualquer outra calamidade. No século 16, um carrilhão com 47 sinos pesando um total de 27,5 toneladas foi adicionado à estrutura.

O Belfry de Bruges também possui status de Patrimônio Mundial da UNESCO, além daquele que eu já citei que a cidade possui. Pra quem quiser ver a cidade de um ângulo diferente é possível comprar o bilhete para subir os 366 degraus até o topo da torre. Dizem que a vista panorâmica de lá de cima é encantadora. Na Market Square, bem em frente ao Belfry, há também uma pequena maquete do Belfry de Bruges. É ótimo pra gente uma outra visão de um outro ângulo deste belo exemplo de arquitetura medieval.

Além do Belfry de Bruges, em volta dessa praça se encontram alguns museus e outros pontos de interesse importantes, assim como também diversos restaurantes e acomodações. Inclusive da segunda vez que visitei Bruges, eu almocei em um restaurante nessa praça. Eu vou falar um pouquinho dele logo mais abaixo nesse post. Primeiro vamos aos detalhes das outras construções que a gente encontra por aqui.

Uma das construções que mais chama atenção é a Provinciaal Hof ou Provincial Court, um prédio de tom mais claro em estilo gótico, todo detalhado e cheio de janelas. Antigamente era aqui que se reunia o órgão governamental da província de Flandres Ocidental. Hoje em dia eles utilizam esse espaço para realizar algumas cerimônias e exposições.

Outra construção pra ficar de olho quando estiver visitando essa praça é o Craenenburg ou Cranenburg House. No ano de 1488 o imperador Maximiliano da Áustria ficou encarcerado aqui. Centenas de ano depois, esse prédio tinha todo um esplendor. Era de suas janelas que condes, juntamente com senhores e damas da sua corte, assistiam torneios e desfiles na praça central. O que uma vez foi uma das residências privadas mais magníficas da praça, hoje passa desapercebida tendo se tornado em um simples café, o Cafe Craenenburg.

A cidade de Bruges possui inúmeros museus, um deles que você encontra aqui é o Historium Bruges. Nesse museu pequeno e interativo você pode conhecer um pouco mais da história da cidade. Outro museu que me pareceu super interessante é o Bruges Beer Experience, ele não fica exatamente na praça, mas fica bem logo ao lado. A Bélgica é conhecida por ser um país que produz cervejas de ótima qualidade, nesse museu você pode aprender sobre a história da cerveja, seus ingredientes, e melhor ainda, pode provar várias cervejas. Eu não fui em nenhum desses museus, mas não foi por falta de vontade e sim por falta de tempo. Com certeza fica para uma próxima.

De Burg (Burg Square)

Outro ponto de interesse que não pode ficar de fora do seu roteiro em um passeio por Bruges é a praça Burg Square. Ela fica apenas 2 minutos de caminhada da praça principal Markt Square. Apesar de ser um pouco menor, não é nem um pouco menos interessante. Aqui se encontram várias construções importantes e de vários estilos diferentes.

Um dos edifícios mais majestosos e que mais chama a atenção aqui é conhecido como Stadhuis Brugge ou Bruges City Hall. Ele foi construído em estilo gótico entre os anos de 1376 e 1421. Foi aqui desse prédio que a cidade foi governada por mais de 600 anos. Depois disso ele já passou por algumas extensões e restaurações. Então além da sua importância arquitetônica, ele tem também uma grande importância histórica. A sua extravagância atesta o poder político e econômico da cidade de Bruges na época em que foi construído.

Hoje em dia, além da prefeitura, esse local funciona como um museu. Eu não tive tempo de entrar para conferir, mas eu fiquei tão curiosa que pesquisei fotos e mais informações na internet. Eu fiquei fascinada com a foto do seu interior, extremamente cheio de detalhes, uma abóbada impressionante e murais por toda parte que contam a história da cidade Bruges. Simplesmente uma verdadeira obra de arte.

Prefeitura de Bruges na Burg Square
Bruges City Hall na Burg Square, na Bélgica.

Ainda nessa mesma praça, outro importante ponto de interesse pra dar uma conferida é a Basiliek van het Heilig Bloed ou em inglês Basilica of the Holy Blood. Essa é uma igreja católica romana que foi construída entre os anos de 1134 e 1157.

Em primeiro lugar, ela chama atenção pois possui uma arquitetura diferente das igrejas que a gente é acostumado a ver por aí. Além da estrutura, a sua cor escura e os detalhes da sua fachada se destacam bastante das outras construções da praça. Aqui dentro dessa igreja está guardada uma relíquia do Sangue Sagrado que supostamente teria sido coletada por José de Arimatéia e posteriormente teria sido trazida da Terra Santa por Thierry da Alsácia, Conde de Flandres.

Eu adoraria ter visitado por dentro, pena que estava fechada. Talvez porque era domingo ou talvez por ser horário de almoço. Bom não sei dizer o motivo, mas pelo que eu vi das fotos na internet e li sobre as experiências de outras pessoas que visitaram por dentro, vale muito a pena visitar por dentro. Pois a igreja está dividida em dois níveis, e os dois são completamente diferentes. Além de toda a decoração do seu interior que é absurdamente incrível.

Basilica of the Holy Blood
Basilica of the Holy Blood à esquerda da foto, na praça Burg Square em Bruges.

Chocolaterias Belgas

A Bélgica também é conhecida por produzir um dos melhores chocolates do mundo. Então na minha opinião, um passeio por Bruges não ficaria completo sem uma visita à uma das diversas chocolaterias espalhadas por toda cidade. Em Bruges você encontrará uma variedade enorme de chocolaterias vendendo diversos tipos e sabores de chocolates belga.

Eu segui a tradição e experimentei alguns bombons deliciosos. 😋 Além disso, os chocolates daqui são uma ótima opção de souvenir pra dar de presente para um amigo ou familiar. Tem diversas opções para todos os gostos e também todos os bolsos. Um dica dada pelo nosso guia e que agora eu repasso à vocês: se você quer comprar chocolates feitos em Bruges, procure pelas lojas que tenham handmade escrito na vitrine.

The Beer Wall

Além dos chocolates, a Bélgica também é muito conhecida pela excelência e variedade das suas cervejas. Vir até a Bélgica e não experimentar uma cerveja local é quase um pecado. Mas brincadeiras à parte, em Bruges você vai encontrar dezenas de lojas espalhadas pela cidade vendendo cervejas para todos os gostos e bolsos.

Talvez uma das lojas mais famosas é a 2be, que fica bem pertinho da praça principal da cidade. Aqui nessa loja eles possuem uma variedade enorme de cervejas. Além disso, uma das coisas que chama atenção aqui é a beer wall. Literalmente uma parede de cervejas, onde estão expostas centenas de garrafas de cervejas belgas. Vale a pena vir aqui conferir essa loja, talvez comprar umas cervejas de souvenir, ou melhor ainda, eles tem um bar e um terraço onde você pode sentar de frente ao canal e desfrutar uma boa gelada.

Beer Wall Bruges
Eu e minha mãe na Beer Wall da loja 2be, em Bruges na Bélgica,

Arentshof Garden

O Jardins de Arendts é um local bem tranquilo aos fundos do museu Gruuthusemuseum e da igreja Nossa Senhora de Bruges. No centro desse jardim se encontram 4 esculturas de bronze conhecidas como Cavaleiros do Apocalipse, que estão descritos no último livro do Novo Testamento da Bíblia. Os 4 cavaleiros simbolizam a Conquista, a Guerra, a Fome e a Morte.

Essa é uma praça bem pequenininha que não é necessariamente um ponto de interesse imperdível. Na verdade eu só passei aqui por um acaso quando estava caminhando de volta para o ônibus da nossa tour. Essa praça fica ao lado de um canal, com alguns banquinhos onde você pode sentar, relaxar, conferir seu mapa, comer um sanduíche ou simplesmente curtir a tranquilidade do lugar.

Burg Square, Bruges
Cavaleiros do Apocalipse em Bruges, na Bélgica.

Minnewater Park

No caminho de volta para o ônibus da tour fui seguindo o gps que foi me mandando por uns caminhos por trás de algumas residências. Primeiro passei por dentro do Wijngaardplein, que é um pequeno jardim bem pitoresco. Tinham somente algumas poucas famílias passeando com as crianças e um ou outro casal sentado na grama de frente para o canal. O que me chamou atenção aqui foi a Begijnhof Bridge, uma pequena ponte de pedra sobre o canal que mais parece ter saído de dentro de um quadro.

Do outro lado dessa ponte fica o Begijnhof, que é um dos Béguinage mais antigos da cidade. Pra vocês terem noção do que eu estou falando, Béguinage é um conjunto de edifícios espalhados pela cidade que antigamente serviam de abrigos para beatas. Essas construções também levam o status de Patrimônio Mundial da UNESCO, se você estiver com tempo, vale a pena pesquisar um pouco mais e conferir alguns desses lugares. Não sei se você percebeu, mas essa cidade tem um total 3 patrimônios da UNESCO.

Begijnhof Bridge em Bruges, na Bélgica
Begijnhof Bridge em Bruges, na Bélgica.

Em seguida, continuei seguindo o gps pra voltar para o ônibus e nessa passei por dentro do Minnewater Park. Muito provavelmente eu não teria conhecido esse parque caso ele não estivesse bem no meio do caminho para o ônibus. Mas foi uma ótima surpresa ver que a cidade também tem seus cantinhos verdes.

O próprio site de turismo da cidade de Bruges, descreve esse parque como um parque romântico. Inclusive eu achei o nome dele bem curioso também. Existem duas teorias, a primeira seria que ninfas aquáticas (“minnen” em holandês) viviam aqui nesse lago, por isso o parque teria esse nome.

A segunda teoria, diga-se de passagem a minha favorita, conta a história de uma jovem e linda garota chamada Minna, que estava apaixonada por Stromberg, um guerreiro de uma tribo vizinha. Seu pai não concordou com seu amor e arranjou para ela um casamento com um homem de sua escolha. Minna escapou e correu para a floresta.

Quando Stromberg finalmente a encontrou, ela morreu em seus braços de exaustão. O lago recebeu o seu nome, Minna, e hoje em dia é conhecido como o Lake of Love e a ponte sobre ele Lovers Bridge. Tem até uma superstição que se você caminhar sobre a ponte e beijar o seu amado, o amor de vocês se tornará um amor eterno. 😍

Restaurante Em Bruges

B&B Central Bruges

Pra fechar o nosso dia da melhor maneira que existe (ou seja, comendo e bebendo) decidimos experimentar os pratos típicos da cidade. Eu e minha mãe almoçamos na Markt Square, talvez não seja o lugar mais barato e que serve a comida mais saborosa, mas há diversas opções pra quem está sem tempo ou sem paciência para procurar um restaurante menos turístico.

A gente escolheu almoçar no B&B Central Bruges, a atmosfera do lugar é bem legal, com algumas mesinhas na esplanada pra observar o movimento todo da praça. Eu diria que é um restaurante simples e bem turístico, devido sua localização. Mas mesmo assim eu gostei, se bem que eu sou suspeita pra falar. Primeiro, porque eu gosto de tudo, segundo porque nossa comida estava realmente uma delícia.

Minha escolha foi carne de coelho, eu tinha esperança que fosse ser tão bom quanto a que eu comi em Zakopane, mas nem chegou nem perto. Já a escolha da minha mãe foi moules frites, o prato mais famoso da cidade. Inclusive eu dei uma beliscada no prato dela, lógico que eu não ia perder essa oportunidade. Brindamos o nosso passeio e a nossa companhia com uma Leffe Blonde, uma cerveja belga deliciosa e bem tradicional.

Restaurante típico belga, comida típica belga, cerveja belga
Eu e minha mãe brindando à vida com uma cerveja belga.

Belgian Waffles

Ah, se você chegou até aqui achando que eu não ia comentar das deliciosas waffles belgas, você está muito enganado. Essa delícia culinária é mais um dos grandes símbolos do país. Se eu fosse você, eu não deixaria de experimentar uma waffle quentinha em um dos vários cafés que você vai encontrar pela cidade. Só de falar eu já fico até com água na boca. 😋

Belgium Waffles
Não vá embora de Bruges sem antes experimentar uma deliciosa waffle belga!

Informações Adicionais

Para quem está procurando uma cidadezinha cheia de história e encantadora, ou um bate-volta rápido de Bruxelas, vale a pena incluir Bruges no roteiro. Das duas vezes que visitei Bruges estava voltando de ônibus de Amsterdam e passei somente algumas horas do horário na cidade. O que é pouco tempo para conhecer todas as atrações turísticas interessantes da cidade, mas foi suficiente pra me deixa apaixonada e doida pra voltar!

Então por isso vou deixar aqui o site oficial do turismo em Bruges (em inglês e espanhol), pra você pegar algumas ideias e organizar o seu roteiro. Por fim eu insisto, não deixe de assistir o filme! 😉

Veja todos os posts da Bélgica no Mais Um Destino.

Vai passar mais do que um dia em Bruges? Reserve seu hotel no booking.com usando o link do blog. Além de oferecer segurança e acomodações incríveis, você ainda me ajuda a manter o Mais Um Destino no ar sem pagar nada por isso! Muito obrigada. 🙂

Curtiu? Compartilhe.

2 comentários em “Bruges, um caso de amor que começou com um filme”

  1. Nádia do céu, Bruges na Bélgica é tudo isso que você mostrou e descreveu e ficou mais perfeita ainda porque em uma de suas viagens até lá, eu estava com você!! Muito obrigada, você cuidou de tudo pra mim, foi tudo perfeito!!

Deixe seu comentário