Espanha, Europa

Barcelona

Você já viajou sozinho(a)? E como foi? Pois bem, a minha viagem para Barcelona foi a primeira (e única) viajem que eu fiz sozinha. Era verão e eu tinha umas férias pra tirar no trabalho. Não tinha ninguém pra ir comigo, todo mundo tinha que trabalhar ou já tinham viagens marcadas pra outros lugares. Eu ainda era recém-chegada em Londres, e diga-se de passagem totalmente (cabaça) inexperiente em programar viagens. Eu não sabia montar roteiros, pesquisar sobre os destinos e acabei deixando de conhecer lugares interessantes por conta disso. Ufa, ainda bem que já passei dessa fase.

Quando você pensa em Barcelona, você pensa em quê? Hoje em dia eu penso em museus, galerias, parques, monumentos, penso no casamento da arquitetura com a arte, penso em Gaudi, Picasso e Miró. Penso em baladas, barzinhos, vida noturna e muita gente jovem. Mas quando eu viajei pra Barcelona eu não fazia idéia disso e nem do que esperar do lugar. O que na verdade é ótimo porque significa que eu terei que voltar. Então esse post vai ser no famoso estilo: faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

Com o icônico Hotel W de fundo (mal sabia eu que depois trabalharia pra mesma rede de hotéis).

Sem pesquisar e nem planejar nada, em Julho de 2010 embarquei pra Barcelona, a segunda maior cidade da Espanha, ficando somente atrás da capital Madri. Barcelona é a capital da Catalunha, quase como se fosse um país dentro da Espanha com seu próprio dialeto e cultura. Foram 5 dias hospedada na região da Ciutat Vella, logo atrás do mercado municipal mais antigo de Barcelona, La Boqueria. Se você assim como eu adora um mercadão não deixe de visitar pois nesse tipo de lugar sempre tem comida gostosa.

SAGRADA FAMÍLIA

Principal marco da cidade, tombado como patrimônio da UNESCO, o Templo Expiatório da Sagrada Família ou mais conhecido como Sagrada Família, é um templo católico desenhado pelo arquiteto catalão Antonio Gaudí. O projeto foi iniciado em 1882, mas quer saber uma grande curiosidade? Ainda não está terminado! A previsão de conclusão está para o ano de 2026. O projeto contém 3 fachadas grandiosas: a da Natividade; a da Paixão e a da Glória. Quando terminada, a igreja terá 18 torres e será a igreja mais alta do mundo. Para visitar a igreja por dentro é necessário comprar um ticket, que sai mais barato se você adquirir pelo site oficial (em inglês/espanhol) da Sagrada Família.

LA PEDRERA ou CASA MILÀ

Outro patrimônio da UNESCO, a La Pedrera (fazendo referência à essa sua aparência de ser um grande bloco de pedra) foi o último projeto residencial desenhado pelo arquiteto Antonio Gaudí à mando de Roger Sergimon de Milà. É impossível não notar esse prédio de curvas sinuosas, ferros retorcidos e não ficar totalmente encantando por ser tão diferente de tudo que você já viu. Vale muito a pena fazer uma visita por dentro pois o prédio é todo decorado e seu terraço é de querer fazer o tempo parar!

MARINA

A zona portuária de Barcelona é enorme, possui mais de 2000 mil anos de história e é localizada estrategicamente na região do mar Mediterrâneo.  A água aqui é bem clarinha, dá pra ver muitos peixinhos nadando e o espetáculo à parte fica pra ponte de madeira para pedrestes conhecida como Rambla de Mar. De hora em hora, essa ponte se abre por 8/10 minutos para deixar passarem os barcos que saem da marina pra navegar à mar aberto. Essa área conhecida como Maremagnum é um centro comercial com lojas de roupa, jóias, brinquedos e onde encontra-se uma loja oficial do Barça.

PALÁCIO NACIONAL

O Palácio Nacional foi construído em 1929 para receber a Exposição Internacional de Barcelona e hoje abriga o Museu Nacional de Arte Catalunha. De todas as artes expostas, a mais completa e que se sobressai é a arte Romântica, mas tem também muitas obras interessantes dos estilos gótico, moderno, renascimento e barroco. Infelizmente no dia que eu fui visitar estava fechado, inclusive os jardins. Mas o prédio não deixa de ser majestoso e imponente mesmo olhando de longe.

PRAÇA DE TOUROS – LA MONUMENTAL

Muito comum na Espanha e em Portugal, a praça de touros é geralmente uma arena fechada onde se realizam as touradas. A La Monumental em Barcelona foi inaugurada em 1914, se encontra no distrito de Eixample. Aqui foi o último lugar na Catalunha onde uma tourada foi realizada. Por proposta popular, o Governo da Catalunha proibiu os shows de touradas em 2010. Com quase 20 mil assentos, hoje é palco para eventos esportivos, circenses e shows de música. Visitei Barcelona em 2010, que foi o último ano das touradas. Detalhe para o anúncio da praça de touros.

PRAIA LA BARCELONETA

E foi aqui que passei a maior parte da minha viagem. Eu estava mesmo precisando pegar um bronzeado, descansar um pouco da correria de Londres e tudo mais. Como viajar sozinha, na minha opinião, não é um dos programas mais emocionantes, notei que pelo menos na praia eu ficava mais tranquila aproveitando o Sol e água do mar. Quando de repente olho pro meu lado e vejo uma mulher fazendo top-less. Foi a primeira vez que vi e confesso que fiquei chocada por alguns instantes. Mas logo vi outra, e depois outra e outra, aí percebi que era normal e a galera toda tava fazendo, o baque passou, mas resolvi não me juntar à elas nessa ocasião, rs. Depois de horas torrando no Sol, tudo que eu precisava era um mergulho, mas aí vem mais um desafio pra quem viaja sozinho: com quem deixar as coisas? Óculos, carteira, câmera, chave do quarto e tudo? Bom, eu pedi pra um casal que estava ao meu lado pra darem uma olhadinha e tomei banho com água praticamente no calcanhar pra ficar o mais próximo que eu podia das minhas coisas, caso eles decidissem sair correndo carregando meus humildes pertences. Mas como sou (um pouco) neurótica não consegui relaxar direito, eu sei que estou na Europa, mas mesmo assim, o seguro morreu de velho, não é mesmo?

LAS RAMBLAS

Quando se vai à Espanha, qual é a primeira comida que vem a cabeça? Bom, na minha é a famosa paella com frutos do mar, Favorita! Aqui você vai encontrar várias opções de restaurantes. As Las Ramblas é uma via localizada numa área bem central e popular de Barcelona. Se estende por 1.2 km e vai desde a Praça da Catalunha até o Monumento à Cristóvão Colombo. Mas não só de restaurantes com mesinhas na esplanada vive essa parte animada da cidade, aqui é o fervo de tudo. É aonde você encontra artistas de rua, lojas, barracas de flores, barzinhos e atrações turísticas como o Gran Teatro Liceo e o Palau Güell.

Essa foto tem uma história engraçada: junto com a paella eu pedi um caneco de cerveja, só não sabia que o caneco era de 1 litro! Então preocupada com o que meus pais iam achar vendo eu beber esse tanto de cerveja, coloquei o copo embaixo da mesa pro garçom tirar a foto. RESULTADO: todo mundo em volta de mim riu da minha cara 😀

TELEFÉRICO DO PORTO

Na minha opinião, a vista do teleférico é uma das vistas mais lindas da cidade de Barcelona. A viagem toda dura aproximadamente 7 minutos, de um lado fica o porto e do outro a cidade até onde os olhos quase não alcançam mais. A elevação é de mais de 70m, o trajeto vai da Torre de San Sebastián na praia de Barceloneta até o Mirante de Miramar na colina de Montjuic.

Onde Se Hospedar Em Barcelona

O hotel onde fiquei hospedada se chamava Barcelona Hotel Principal, desde então ele foi totalmente renovado e mudou o nome para Leonardo Hotel Barcelona Las Ramblas porém me parece ser exatamente o mesmo que fiquei. Adorei minha estadia aqui, o serviço do hotel é ótimo e o quarto bem confortável e limpinho. O melhor de tudo pra mim foi a localização do hotel, fica uns 5 minutos andando até as Las Ramblas e o mercado municipal La Boqueria. A área onde o hotel se encontra, Ciutat Vella, é um centro bem antigo com prédios velhos e pichados, ruas bem estreitas e pouco iluminadas, confesso que fiquei com medo de sair à noite sozinha. Então, todos os dias por volta das 6 da tarde eu já estava de volta quietinha no meu quarto.

Sabe quando você visita um destino novo e quando chega lá, a atração principal está fechada para reforma? No meu caso quando fui pra Barcelona, não era somente uma, mas muitas atrações estavam fechadas para reforma. Eu andei pela cidade com um daqueles ônibus de turismo que dependendo do lugar, do tanto de tempo que você tem e da sua disponibilidade financeira, é sem dúvidas uma ótima opção. Se você é daqueles que prefere fazer tudo por conta própria pegando o transporte público, ótimo também. Não existe nem certo e nem errado. O que importa é você fazer tudo da sua maneira e escolher aquilo que mais se encaixa no seu estilo.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *