198 Livros, Mauritânia

198 Livros: Mauritânia – The Desert and The Drum

A Mauritânia é o terceiro país africano seguido a ser sorteado no Projeto 198 Livros. O legal é  que até pouco tempo eu não sabia nada desse país. Mas dia desses eu estava vendo o instagram do Danniel Oliveira e ele estava justamente viajando pela Mauritânia.

Eu acompanhei cada detalhe da viagem dele com muito entusiasmo, achei tudo aquilo que ele estava vivendo no país super incrível e confesso que fiquei com vontade de viajar pra lá. Bom, mas se ainda não posso viajar pra lá fisicamente, pelo menos através do livro eu posso. Sempre que eu leio um livro do projeto eu realmente me transporto pro país. Acho que isso é uma das melhores partes do projeto.

Eu achei que a escolha do livro ia ser uma tarefa super difícil, mas ainda bem que eu estava errada. Primeiro de tudo, como sempre faço, eu confiro a lista da Camila Navarro. Só que, ela ainda não tinha sorteado esse país. Então fui dar uma olhada na lista da Ann Morgan.

Na lista dela tem duas opções. A primeira é uma dissertação que ela achou na internet na época em que estava lendo os livros para o seu projeto. Parecia ser algo bem difícil de conseguir. A segunda opção é um livro que foi traduzido para o inglês em 2018, anos depois dela ter terminado o projeto. Esse livro é o primeiro da Mauritânia a ser traduzido para o inglês, se não me engano ainda deve ser o único.

The Desert and The Drum é um livro de Mbarek Ould Beyrouk, um jornalista e escritor nascido na Mauritânia. O livro é narrado em primeira pessoa por Rayhana, a personagem principal. Ela é uma garota beduína que após se envolver com um homem que não pertence à sua tribo, decide fugir para cidade levando consigo o tambor sagrado da tribo, o bem mais precioso de sua tribo.

Durante essa fuga de Rayhana, nós vamos conhecendo um pouco mais da personagem do livro pois a narrativa vai mudando entre presente e passado. Ela vai nos contando o que ela pensa de sua tribo, ela conta da sua relação com sua mãe e seus amigos, explica qual motivo de ter roubado o tambor, as dificuldade que encontra pelo caminho, entre outras coisas.

Equanto isso também vamos descobrindo ao longo do livro outros aspectos da cultura beduína. Como por exemplo, um tradicional casamento beduíno é descrito com detalhes muitas vezes perturbantes. Detalhes de o que a noiva deve fazer, como se deve portar e o que a tribo espera dela no dia do casamento.

Enfim, o que eu gostei desse livro é que apesar de ter um enredo bem simples e frases curtas, muitas vezes repetitivas, foi o fato de que ter conhecido alguns aspectos da cultura beduína e ter lido sobre Atar e Nouakchott através do olhar de um local.

The Desert and The Drum foi publicado originalmente em francês em 2015. O livro está disponível em inglês na Amazon e também na Book Depository com frete grátis para todo o mundo.

Para saber mais sobre o Projeto 198 Livros, clique aqui.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *